Porto Alegre, terça-feira, 20 de julho de 2021.
Dia do Amigo.
Porto Alegre,
terça-feira, 20 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Peru

- Publicada em 19h13min, 20/07/2021. Atualizada em 19h20min, 20/07/2021.

Líderes sul-americanos parabenizam Castillo pela eleição no Peru

Pedro Castillo assume as rédeas do país no próximo dia 28 de julho

Pedro Castillo assume as rédeas do país no próximo dia 28 de julho


Gian MASKO/AFP/JC
O professor esquerdista Pedro Castillo foi proclamado presidente do Peru pelo tribunal eleitoral do país na noite de segunda-feira (19). Depois de seis semanas de impasse, devido à alegação de fraudes pela candidata derrotada, Keiko Fujimori, o vencedor do 2º turno do pleito, realizado no dia 6 de junho, foi finalmente anunciado. “Eu proclamo José Pedro Castillo Terrones presidente da república”, disse Jorge Luis Salas, presidente do Júri Eleitoral Nacional (JNE), em uma breve cerimônia virtual.
O professor esquerdista Pedro Castillo foi proclamado presidente do Peru pelo tribunal eleitoral do país na noite de segunda-feira (19). Depois de seis semanas de impasse, devido à alegação de fraudes pela candidata derrotada, Keiko Fujimori, o vencedor do 2º turno do pleito, realizado no dia 6 de junho, foi finalmente anunciado. “Eu proclamo José Pedro Castillo Terrones presidente da república”, disse Jorge Luis Salas, presidente do Júri Eleitoral Nacional (JNE), em uma breve cerimônia virtual.
“Em nome da minha família quero saudar as autoridades eleitorais, saudar também os partidos políticos que participaram desta festa democrática”, disse Castillo, de 51 anos, após a proclamação perante centenas de simpatizantes reunidos na sede do seu partido, o Peru Libre, em Lima. Quatro anos depois de deixar o anonimato ao liderar uma greve dos professores, Castillo assume as rédeas do país em 28 de julho, embora, com seu partido como a primeira minoria em um Congresso fracionado, ele deva buscar acordos para acabar com a instabilidade do últimos cinco anos.
A proclamação de Castillo foi felicitada por vários líderes da região, de todos os espectros políticos. Um dos primeiros a se pronunciar foi o argentino Alberto Fernández, pouco depois da cerimônia. Disse o peronista de centro-esquerda: "Hoje me comuniquei com Pedro Castillo, presidente eleito do Peru. Expressei meu desejo de que unamos esforços em favor da América Latina. Somos nações irmãs, de modo profundo. Celebro que o querido povo peruano enfrente o futuro em democracia e com solidez institucional".
O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, defendeu que embora Castillo seja de um campo ideológico oposto ao seu, que as relações entre os dois países se estreitem. "Cumprimento o senhor Pedro Castillo Terrones por sua eleição à Presidência do Peru", escreveu Bolsonaro, em mensagem reproduzida no perfil da Secretaria de Comunicação do governo na tarde desta terça (20).
O centro-direitista chileno Sebastián Piñera também mandou uma mensagem por meio de suas redes sociais: "desejamos sucesso em sua gestão e nos comprometemos a trabalhar unidos para superar a pandemia, derrotar a pobreza e avançar a um desenvolvimento inclusivo e sustentável, pelo bem de nossos povos".
Já o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, publicou fotos de Castillo e festejou que se abra "um novo ciclo político (no Peru), que desejamos que seja de sucesso para essa nação sul-americana. O povo da Venezuela abraça nossos irmãos e irmãs".
O também esquerdista Luis Arce (Bolívia) lembrou o bicentenário da independência do Peru, a ser comemorado no dia da posse de Castillo. "A dias de comemorar seu bicentenário, o Peru proclamou o professor Pedro Castillo como seu novo presidente."
O mandatário do Paraguai, o centro-direitista Mario Abdo Benítez, desejou "sucesso ao novo presidente eleito", e afirmou que "nossos países estão unidos por laços históricos, que desejamos continuar estreitando".
O uruguaio Luis Lacalle Pou, também de centro-direita, mandou uma mensagem mais breve: "Desejo-lhe uma boa gestão pelo bem do povo peruano". O colombiano Iván Duque afirmou que "continuaremos trabalhando no fortalecimento de nossas relações econômicas culturais e sociais".
O ex-presidente boliviano Evo Morales afirmou: "finalmente, o tribunal eleitoral proclamou nosso irmão Pedro Castillo presidente eleito do Peru. Pedro ensinará como se governa para o povo mais marginalizado e sacrificado".
A vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, também comemorou: "todas as nossas felicitações a quem foi finalmente proclamado presidente eleito do Peru".
Na noite de segunda-feira, a embaixada dos EUA no Peru também enviou uma mensagem felicitação pelas "exitosas eleições presidenciais e legislativas".
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário