Porto Alegre, quinta-feira, 13 de maio de 2021.
Porto Alegre,
quinta-feira, 13 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Colômbia

- Publicada em 15h54min, 13/05/2021. Atualizada em 17h25min, 13/05/2021.

Chanceler da Colômbia renuncia, em meio a protestos contra governo Duque

Ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum, apresentou sua renúncia 'irrevogável'

Ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum, apresentou sua renúncia 'irrevogável'


DANIEL MUNOZ/AFP/JC
A ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum, apresentou, nesta quinta-feira (13), sua renúncia "irrevogável" ao cargo, em carta ao presidente Iván Duque. A saída acontece em meio a protestos pelo país, que tiveram como estopim uma tentativa de reforma tributária da administração.
A ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum, apresentou, nesta quinta-feira (13), sua renúncia "irrevogável" ao cargo, em carta ao presidente Iván Duque. A saída acontece em meio a protestos pelo país, que tiveram como estopim uma tentativa de reforma tributária da administração.
Apesar de deixar o posto, Claudia afirma na mensagem que mantém o apoio e sua "admiração" ao presidente, afirmando que ele pode consolidar consensos "que ratifiquem a unidade e a força de nossa Nação". O presidente acabou por recuar na reforma almejada, dizendo que ela seria rediscutida.
O país vive dias de protestos, exacerbados pela violenta repressão a manifestantes em vários episódios. Segundo o jornal local La Vanguardia, a Defensoria do Povo local havia recebido registros sobre 42 mortos, durante 14 dias de protestos. Das vítimas, 41 seriam civis.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário