Porto Alegre, sexta-feira, 07 de maio de 2021.
Porto Alegre,
sexta-feira, 07 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Argentina

- Publicada em 17h38min, 06/05/2021. Atualizada em 15h17min, 07/05/2021.

Argentina registra maior número de óbitos em 1 dia desde o início da pandemia

Percentual de ocupação de leitos de UTI no país está em 68,2%

Percentual de ocupação de leitos de UTI no país está em 68,2%


RONALDO SCHEMIDT/AFP/JC
A Argentina sofre um agravamento da crise de coronavírus, com recorde de óbitos. Foram 633 óbitos de terça-feira (4) para quarta-feira (5). Segundo o levantamento da Universidade Johns Hopkins, a nova contagem de dados eleva o total de óbitos a 65.865. O número de casos fatais superou o pico anterior, que foi de 561 em 29 de abril. Já entre as infecções, o país sul-americano reportou 24.079 novos casos nas últimas 24 horas, totalizando 3.071.496 contaminações desde o início da pandemia.
A Argentina sofre um agravamento da crise de coronavírus, com recorde de óbitos. Foram 633 óbitos de terça-feira (4) para quarta-feira (5). Segundo o levantamento da Universidade Johns Hopkins, a nova contagem de dados eleva o total de óbitos a 65.865. O número de casos fatais superou o pico anterior, que foi de 561 em 29 de abril. Já entre as infecções, o país sul-americano reportou 24.079 novos casos nas últimas 24 horas, totalizando 3.071.496 contaminações desde o início da pandemia.
A taxa de mortalidade no país é de 1.422 por milhão de habitantes. Na América Latina, a Argentina ocupa o quarto lugar no total de mortes e o sexto no índice por milhão. No mundo, é o 14º país com mais mortes, o 30º na taxa por milhão de habitantes e o 11º país em número de contágios.
O percentual de ocupação de leitos de UTI no país está em 68,2%. Na região metropolitana de Buenos Aires, esse índice chega a 75,9%.
E em meio a um lento plano de imunização, o Ministério da Saúde da Argentina anunciou a chegada de 861 mil doses da vacina AstraZeneca pelo Consórcio Covax Facility. Mais de 7,3 milhões de pessoas receberam, até esta quinta-feira (6) a primeira dose de algumas das vacinas aplicadas, enquanto 1,16 milhão já foram imunizadas com as duas doses.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário