Porto Alegre, terça-feira, 06 de abril de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 06 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 11h35min, 06/04/2021.

Hungria lidera mortes per capita por Covid-19 no mundo

Budapeste, capital húngara, tem homenagens nas ruas para quem perdeu a vida para a Covid-19

Budapeste, capital húngara, tem homenagens nas ruas para quem perdeu a vida para a Covid-19


ATTILA KISBENEDEK/AFP/JC
Juliano Tatsch
A Hungria teve na última semana – entre os dias 30 de março e 5 de abril – a maior taxa de mortalidade per capita pelo novo coronavírus em todo o mundo. Conforme o levantamento da plataforma Our world in data (Nosso mundo em dados, na tradução para o português), vinculado à Universidade de Oxford, no Reino Unido, o país do Leste europeu teve uma média de 26,13 mortes diárias por milhão de pessoas.
A Hungria teve na última semana – entre os dias 30 de março e 5 de abril – a maior taxa de mortalidade per capita pelo novo coronavírus em todo o mundo. Conforme o levantamento da plataforma Our world in data (Nosso mundo em dados, na tradução para o português), vinculado à Universidade de Oxford, no Reino Unido, o país do Leste europeu teve uma média de 26,13 mortes diárias por milhão de pessoas.
O segundo e o terceiro lugares também pertencem a países do Leste da Europa, apontando para um cenário ruim da pandemia na região. Depois da Hungria, no ranking, vem a Bósnia e Herzegovina (22,90 mortes diárias por milhão) e Bulgária (17,95 mortes diárias por milhão).
A lista com os 10 países com maior mortalidade per capita pela Covid-19 prossegue com mais quatro países do Leste europeu: Macedônia do Norte (17,90), Eslováquia (14,44), Montenegro (13,88), República Tcheca (13,62).
A sequência só é quebrada pelo país que está na oitava posição no ranking: o Brasil. Conforme a plataforma de Oxford, a mortalidade per capita brasileira na última semana foi de 12,69 pessoas por milhão de habitantes.
O top 10 se completa com Polônia (11,60 mortes diárias por milhão) e Moldávia (10,94 mortes diárias por milhão).
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/04/06/206x137/1_mortes_grafico-9284300.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'606c6fb837563', 'cd_midia':9284300, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/04/06/mortes_grafico-9284300.jpg', 'ds_midia': 'Ranking de mortes per capita por Covid-19 no mundo', 'ds_midia_credi': 'Arte/JC', 'ds_midia_titlo': 'Ranking de mortes per capita por Covid-19 no mundo', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '346', 'align': 'Left'}
O segundo país da América do Sul a aparecer no ranking é o Uruguai, em 11º, com média diária de óbitos pela doença de 8,96 por milhão na última semana. A taxa da América do Sul é de 8 mortes por milhão.
Comparando-se o cenário atual com o observado pela plataforma britânica onze meses atrás, no final de maio de 2020, percebe-se uma grande piora no cenário. Na época, a Suécia era o país com maior mortalidade per capita do mundo, com taxa de 6,08 mortes diárias por milhão. A taxa atual da Hungria é mais de quatro vezes superior à sueca. O índice da Suécia atual é de 1,36 mortes diárias por milhão de habitantes.
No acumulado desde o início da pandemia, o país com maior número de mortes per capita é a República Checa, com taxa de 2.526,57 mortes por milhão de habitantes, seguida por San Marino (2.475,10 mortes por milhão) e Hungria (2.269,90 mortes por milhão). No ranking de todo o período de pandemia mundial, o Brasil aparece na 18ª colocação, com índice de 1.565,45 mortes por milhão de habitantes.
Comentários CORRIGIR TEXTO