Porto Alegre, quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Dinamarca

- Publicada em 22h03min, 03/02/2021.

Dinamarca quer lançar ainda em fevereiro passaporte para vacinados contra a Covid-19

Morten Bodskov, ministro das finanças interino, disse que os documentos seriam lançados de forma simples

Morten Bodskov, ministro das finanças interino, disse que os documentos seriam lançados de forma simples


Martin Sylvest/Ritzau Scanpix/AFP/JC
A Dinamarca deve lançar um "passaporte" para vacinados contra a Covid-19 até o final de fevereiro na tentativa de facilitar a entrada de viajantes a negócio no país, de acordo com informações do Financial Times.
A Dinamarca deve lançar um "passaporte" para vacinados contra a Covid-19 até o final de fevereiro na tentativa de facilitar a entrada de viajantes a negócio no país, de acordo com informações do Financial Times.
Morten Bodskov, ministro das finanças interino da Dinamarca, disse nesta quarta-feira (3) que os documentos seriam lançados de forma simples. O governo espera que, em cerca de três meses, seja lançado um passaporte digital completo para comprovar a imunização dos viajantes. "É absolutamente crucial para nós reiniciar a sociedade dinamarquesa para que as empresas possam voltar aos trilhos", acrescentou Bodskov.
Segundo a Johns Hopkins, a Dinamarca acumula mais de 200 mil infecções pelo novo coronavírus e 2 mil mortes.
Na Suécia, o primeiro-ministro Stefan Lofven afirmou que o país exigirá teste de Covid-19 negativo e com menos de 48 horas para qualquer pessoa que deseje entrar em território sueco, afirma o Financial Times.
O país evitou um lockdown formal na primeira onda da pandemia, mas, nas últimas semanas, decretou uma série de medidas restritivas, como o uso obrigatório de máscaras no transporte público e o fechamento de escolas para maiores de 13 anos.
De acordo com a Johns Hopkins, a Suécia já reportou mais de 580 mil casos de Covid-19 e 11 mil óbitos, o que leva a taxa de mortalidade per capita no país a ser três vezes maior do que a média da Dinamarca e 10 vezes maior do que na Noruega e Finlândia.
Comentários CORRIGIR TEXTO