Porto Alegre, quarta-feira, 27 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 27 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

relações internacionais

- Publicada em 14h16min, 27/01/2021. Atualizada em 19h18min, 27/01/2021.

Portugal proíbe voos do Brasil até 14 de fevereiro por variante do coronavírus

Serão permitidos os voos de natureza humanitária para repatriamento de cidadãos

Serão permitidos os voos de natureza humanitária para repatriamento de cidadãos


PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP/JC
O governo de Portugal decidiu suspender os voos do Brasil entre 29 de janeiro e 14 de fevereiro devido à nova variante do coronavírus identificada no Amazonas e que já se espalhou para outros Estados. A regra também vale para voos do país europeu com direção ao território brasileiro.
O governo de Portugal decidiu suspender os voos do Brasil entre 29 de janeiro e 14 de fevereiro devido à nova variante do coronavírus identificada no Amazonas e que já se espalhou para outros Estados. A regra também vale para voos do país europeu com direção ao território brasileiro.
"Até o dia 14 de fevereiro, estão suspensos todos os voos, comerciais ou privados, de todas as companhias aéreas, de e para o Brasil. As regras agora estabelecidas são igualmente aplicáveis aos voos de e para o Reino Unido", diz um comunicado do governo português.
Na nota, as autoridades ressaltam o aumento dos casos de Covid-19 em Portugal, a evolução da situação epidemiológica a nível mundial e a detecção de "novas estirpes" do vírus. Na terça-feira (26) o país europeu registrou 291 novas mortes por coronavírus, um recorde, elevando o total de óbitos para mais de 11 mil.
De acordo com o governo português, serão permitidos os voos de natureza humanitária para repatriamento de cidadãos. A entrada em Portugal de pessoas que têm autorização de residência no país também serão autorizadas, mas com a exigência de teste negativo de Covid-19 realizado nas 72 horas anteriores ao embarque.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO