Porto Alegre, domingo, 06 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 06 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

URUGUAI

- Publicada em 09h12min, 06/12/2020. Atualizada em 16h32min, 06/12/2020.

Morre Tabaré Vásquez, ex-presidente do Uruguai, aos 80 anos

Político enfrentava um câncer no pulmão

Político enfrentava um câncer no pulmão


MIGUEL ROJO/AFP/JC
Ex-presidente uruguaio, Tabaré Vázquez morreu na madrugada deste domingo (6), aos 80 anos, em decorrência de um câncer de pulmão, segundo confirmou sua família. Vázquez governou o Uruguai nos períodos de 2005 a 2010 e de 2015 a 2020. Ele deixou a presidência em março deste ano, quando Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional, assumiu o cargo.
Ex-presidente uruguaio, Tabaré Vázquez morreu na madrugada deste domingo (6), aos 80 anos, em decorrência de um câncer de pulmão, segundo confirmou sua família. Vázquez governou o Uruguai nos períodos de 2005 a 2010 e de 2015 a 2020. Ele deixou a presidência em março deste ano, quando Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional, assumiu o cargo.
"Com profunda dor, comunicamos o falecimento de nosso amado pai, por causas naturais de sua doença oncológica", informou em um comunicado seus filhos Álvaro, Javier e Ignacio Vázquez. Ele estava em casa, acompanhado por alguns familiares e amigos.
Tabaré Vázquez, um oncologista e ex-dirigente do clube de futebol local Progreso, foi o primeiro candidato da coalizão de esquerda Frente Ampla a se tornar prefeito de Montevidéu em 1989, e chegar à presidência - após duas tentativas frustradas - em 2005, quebrando com a hegemonia dos tradicionais Partido Colorado e do Partido Nacional.
O partido de Várquez também se pronunciou pelo Twiter. "É com grande pesar que informamos a morte de nosso presidente, Tabaré Vázquez. Seu exemplo de integridade política e compromisso inabalável com nosso país e com o povo nos levará a continuar seu legado", publicou a Frente Ampla.
A família de Vázquez disse em um comunicado que haverá apenas uma cerimônia reservada à família. A decisão de não ter um velório aberto é devido aos protocolos de segurança por causa da pandemia de coronavírus.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO