Porto Alegre, segunda-feira, 30 de novembro de 2020.
Dia da Reforma Agrária.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 30 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 16h47min, 30/11/2020.

Biden oficializa Janet Yellen na Secretaria de Tesouro e anuncia nomes da equipe econômica

Janet Yellen é ex-presidente do Banco Central dos Estados Unidos

Janet Yellen é ex-presidente do Banco Central dos Estados Unidos


BRENDAN SMIALOWSKI/AFP/JC
O presidente eleito Joe Biden anunciou suas escolhas para vários cargos importantes da área econômica de seu governo nesta segunda-feira (30), incluindo a oficialização da ex-presidente do Banco Central dos Estados Unidos Janet Yellen para a Secretaria do Tesouro - indicação havia sido divulgada na segunda-feira (23) pela imprensa norte-americana. O chefe do Tesouro é considerado um dos quatro principais cargos do gabinete presidencial, ao lado dos secretários de Justiça, Estado e Defesa.
O presidente eleito Joe Biden anunciou suas escolhas para vários cargos importantes da área econômica de seu governo nesta segunda-feira (30), incluindo a oficialização da ex-presidente do Banco Central dos Estados Unidos Janet Yellen para a Secretaria do Tesouro - indicação havia sido divulgada na segunda-feira (23) pela imprensa norte-americana. O chefe do Tesouro é considerado um dos quatro principais cargos do gabinete presidencial, ao lado dos secretários de Justiça, Estado e Defesa.
Em contraste com Trump, que em grande parte escolheu homens brancos para cargos do alto escalão, as nomeações iniciais de Biden refletem grande diversidade, vista por exemplo na composição totalmente feminina de sua equipe de comunicações, anunciada no domingo (29).
Para ser vice-secretária do Tesouro, Biden indicou Adewale Adeyemo e, para a chefia do Escritório de Orçamento da Casa Branca, Neera Tanden, atual executiva-chefe do think tank Center for American Progress. As indicações precisam ser aprovadas pelo Senado - se chanceladas, eles serão o primeiro negro e a primeira indo-americana, respectivamente, a ocuparem os cargos. Os escolhidos enfrentarão a dura tarefa de combater os efeitos esmagadores da pandemia do coronavírus sobre os trabalhadores e empresas dos EUA.
A transição do governo foi prejudicada durante semanas pelo presidente Donald Trump, que se recusa a reconhecer a derrota nas eleições, alegando, sem evidências, que houve fraude no pleito de 3 de novembro.
Comentários CORRIGIR TEXTO