Porto Alegre, quarta-feira, 25 de novembro de 2020.
Dia do Doador de Sangue.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 25 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 20h23min, 24/11/2020.

Joe Biden dá início a processo de transição nos EUA

Presidente eleito confirmou nomes para seu gabinete, mas não comentou escolha para o Tesouro

Presidente eleito confirmou nomes para seu gabinete, mas não comentou escolha para o Tesouro


CHANDAN KHANNA/AFP/JC
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice-presidente, Kamala Harris, apresentaram nesta terça-feira (24) os primeiros nomes para compor o Gabinete da Casa Branca a partir de 2021. Eles, entretanto, não fizeram menção à escolha para o Tesouro, que segundo fontes ficará sob o comando da ex-presidente do Federal Reserve, Janet Yellen. O anúncio ocorreu horas depois de o presidente Donald Trump conceder aval para o início da transição formal de governo.
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice-presidente, Kamala Harris, apresentaram nesta terça-feira (24) os primeiros nomes para compor o Gabinete da Casa Branca a partir de 2021. Eles, entretanto, não fizeram menção à escolha para o Tesouro, que segundo fontes ficará sob o comando da ex-presidente do Federal Reserve, Janet Yellen. O anúncio ocorreu horas depois de o presidente Donald Trump conceder aval para o início da transição formal de governo.
Trump autorizou que os protocolos iniciais fossem tomados 16 dias após Biden ser declarado o vencedor da eleição. No entanto, embora tenha cedido, disse acreditar que vencerá a batalha jurídica para reverter o resultado das eleições de 3 de novembro. "Se continuarmos a boa luta, acredito que vamos prevalecer", escreveu, em publicação no Twitter. A campanha do presidente entrou com uma série de ações judiciais para tentar reverter os resultados, mas a Justiça rejeitou a maior parte dos processos até agora.
O republicano agradeceu a líder da Administração de Serviços Gerais (GSA, na sigla em inglês) da Casa Branca, Emily Murphy, responsável pelo processo, pela "dedicação e lealdade" ao país e alegou que ela sofreu ameaças e abuso. "Pelos melhores interesses do nosso país, estou recomendando a Emily e sua equipe a fazer o que precisa ser feito em relação aos protocolos iniciais, e orientei minha equipe a fazer o mesmo", revelou
Com a permissão de Trump, Emily enviou uma carta a Biden em que informa que a transição pode começar. "Por conta dos desdobramentos recentes envolvendo disputas legais e certificação dos resultados eleitorais, determinei que você pode acessar os recursos pós-eleições e os serviços descritos na seção 3 da lei (de transição)", pontuou.
No anúncio desta terça, Biden confirmou como secretário de Estado, cargo responsável por comandar as relações exteriores norte-americanas, Antony Blinken. A decisão indica que a política externa dos EUA retornará ao multilateralismo, em contraste com o perfil combativo do atual secretário de Estado, Mike Pompeo. Ainda no âmbito da diplomacia, a chapa Biden-Harris indicou Linda Thomas-Greenfield ao cargo de embaixadora na Organização das Nações Unidas.
"É uma equipe que reflete o fato de que os Estados Unidos estão de volta. Pronto para liderar o mundo e não se retrair", disse o presidente democrata eleito.
Biden e Harris também confirmaram a criação do cargo de Enviado Presidencial do Clima, sinalizando a maior importância que terá o debate ambiental durante a nova gestão. O escolhido foi o ex-secretário de Estado John Kerry, que durante discurso após sua indicação afirmou que, para enfrentar a mudança climática, "não será suficiente que os EUA apenas voltem ao Acordo de Paris".
Para as posições da segurança nacional dos EUA, os indicados foram o ex-diretor do Serviço de Cidadania e Imigração Alejandro Mayorkas, que chefiará a Secretaria de Segurança Nacional, Avril Haines, que será diretora de Inteligência Nacional, e Jake Sullivan, que ocupará o cargo de Conselheiro de Segurança Nacional. Todas as indicações deverão passar por sabatina no Senado norte-americano antes de tomar posse.
Comentários CORRIGIR TEXTO