Porto Alegre, terça-feira, 10 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 10 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 18h01min, 10/11/2020.

Eleições EUA: Biden considera entrar na Justiça para confirmar vitória e garantir transição

Assessores de Biden têm pedido à Administração de Serviços Gerai para identificá-lo como o vencedor da disputa

Assessores de Biden têm pedido à Administração de Serviços Gerai para identificá-lo como o vencedor da disputa


JOE RAEDLE/GETTY IMAGES/AFP/JC
O impasse entre o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e o atual presidente, Donald Trump, sobre os resultados da eleição complica a capacidade do primeiro de se preparar para a Casa Branca. Três dias após vários meios de comunicação declararem Biden o vencedor, o governo Trump tem resistido a fazer a admissão, em geral protocolar, de derrota, que dará ao ex-vice-presidente meios para avançar com a transição.
O impasse entre o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e o atual presidente, Donald Trump, sobre os resultados da eleição complica a capacidade do primeiro de se preparar para a Casa Branca. Três dias após vários meios de comunicação declararem Biden o vencedor, o governo Trump tem resistido a fazer a admissão, em geral protocolar, de derrota, que dará ao ex-vice-presidente meios para avançar com a transição.
Trump não admitiu a derrota. Agora, assessores de Biden pedem à Administração de Serviços Gerais, uma agência governamental pouco conhecida, para identificá-lo como o vencedor da disputa, com o argumento de que as contestações judiciais lançadas pelo atual líder têm pouca chance de prosperar.
A equipe do presidente eleito avalia ir à Justiça se a agência não fizer logo essa designação. Um porta-voz do órgão disse na manhã desta terça-feira (10) que a designação ainda não foi feita.
Funcionários do governo Trump instruíram agências federais a não avançar com atividades de transição até que Biden seja formalmente declarado vencedor pela agência mencionada, segundo fontes ligadas ao assunto.
Comentários CORRIGIR TEXTO