Porto Alegre, quinta-feira, 05 de novembro de 2020.
Dia Nacional da Cultura, Dia do Cinema Brasileiro e Dia do Designer.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 05 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 08h16min, 05/11/2020. Atualizada em 09h14min, 05/11/2020.

Eleições EUA: Manifestantes anti-Trump são presos em NY; Michigan e Arizona têm atos pró-Trump

Manifestantes contrários ao atual presidente saíram às ruas de Minneapolis

Manifestantes contrários ao atual presidente saíram às ruas de Minneapolis


STEPHEN MATUREN/AFP/JC
Pelo menos 30 manifestantes que participaram de um protesto contra o presidente Donal Trump foram presos em Manhattan, Nova Iorque, na noite dessa quarta-feira (4), após contrariarem ordem de dispersão da polícia local. Os manifestantes exigem a contagem total dos votos. Os atos ocorrem enquanto o país aguarda o resultado da eleição presidencial.
Pelo menos 30 manifestantes que participaram de um protesto contra o presidente Donal Trump foram presos em Manhattan, Nova Iorque, na noite dessa quarta-feira (4), após contrariarem ordem de dispersão da polícia local. Os manifestantes exigem a contagem total dos votos. Os atos ocorrem enquanto o país aguarda o resultado da eleição presidencial.
As prisões ocorreram por volta das 20h dessa quarta, no horário local, de acordo com um porta-voz do Departamento de Polícia de Nova Iorque. Incêndios foram provocados em áreas onde os manifestantes estavam reunidos. Antes do início da marcha, várias centenas de manifestantes se reuniram no Washington Square Park, em Manhattan, para um protesto contra Trump e a violência policial.
Outras cidades também registraram protestos contra o atual presidente, como em Minneapolis, no Minnesota, onde uma multidão foi às ruas com cartazes com frases de "Remove Trump" (removam Trump) e "Stop Trump" (parem Trump), por exemplo.
Já em Detroit, no Michigan, e em Phoenix, no Arizona, dezenas de apoiadores do atual presidente republicano se reuniram em frente aos centros de apuração dos votos para pedir a interrupção da contagem das cédulas eleitorais.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO