Porto Alegre, quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Dia do Inventor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 04 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 14h39min, 04/11/2020.

Eleições EUA: Contestação do resultado pode gerar violência e instabilidade social, diz Eurasia

Se Trump não aceitar possível derrota, tensão deve se instalar em algumas cidades

Se Trump não aceitar possível derrota, tensão deve se instalar em algumas cidades


DANIEL SLIM/AFP/JC
A possível contestação dos resultados da eleição presidencial nos Estados Unidos pode provocar consequências danosas para o país, incluindo violência nas ruas das grandes cidades, instabilidade social e a visão do vencedor como ilegítima, avalia o presidente e fundador da consultoria de risco político Eurasia, Ian Bremmer, que participou de videoconferência para discutir o cenário eleitoral norte-americano.
A possível contestação dos resultados da eleição presidencial nos Estados Unidos pode provocar consequências danosas para o país, incluindo violência nas ruas das grandes cidades, instabilidade social e a visão do vencedor como ilegítima, avalia o presidente e fundador da consultoria de risco político Eurasia, Ian Bremmer, que participou de videoconferência para discutir o cenário eleitoral norte-americano.
Bremmer comentou que a Eurasia vê chance de 75% de vitória de Biden, mas os apoiadores de Trump não vão aceitar esse resultado. "E o presidente Trump vai fazer todo o possível para assegurar isso."
No evento, o presidente executivo (CEO) da Eurasia, Maziar Minovi, lembrou que a consultoria, em janeiro, em sua tradicional publicação anual sobre os maiores riscos para a economia mundial, listou em primeiro lugar o de judicialização das eleições. Este risco, disse ele, está perto de se materializar.
A contestação das eleições, avalia Bremmer, abala a confiança nas instituições norte-americanas, que já vem se erodindo ao longo dos anos, manchando a imagem do país. "É claro é que vamos ver violência, 99% de chance termos violência como resposta", disse o analista.
A dúvida nesse cenário de violência nas ruas é se Trump, no caso de vitória de Biden, e eleições contestadas, pediria para seus apoiadores saírem das ruas. "Podemos ver importantes instabilidade social e violência em cada centro urbano nos Estados Unidos", disse ele, prevendo chance de 30% a 70% desse cenário. Os Estados Unidos podem entrar em meses desagradáveis pela frente, de muita divisão política, completou.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO