Porto Alegre, domingo, 01 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 01 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 19h33min, 01/11/2020.

Eleições EUA: 'Se Biden ganhar, China vai comandar EUA; se eu ganhar, EUA ganham', diz Trump

Durante comício no fim de semana, Trump prometeu que, se vencer, não haverá lockdown

Durante comício no fim de semana, Trump prometeu que, se vencer, não haverá lockdown


MARIO TAMA/Getty Images/AFP/JC
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a abordar a divergência com a China em comício em Michigan da sua campanha eleitoral para a Presidência dos EUA. "Se Biden ganhar, China vai comandar EUA; se eu ganhar, os EUA ganham", disse. O pleito está marcado para se encerrar em 3 de novembro
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a abordar a divergência com a China em comício em Michigan da sua campanha eleitoral para a Presidência dos EUA. "Se Biden ganhar, China vai comandar EUA; se eu ganhar, os EUA ganham", disse. O pleito está marcado para se encerrar em 3 de novembro
Segundo Trump, a eleição é "entre depressão econômica com Biden ou ter a maior economia do mundo". "O próximo ano será o maior ano econômico da história do nosso país", afirmou o presidente.
Conforme o líder, Biden "não sabe que está perdendo" a corrida eleitoral. Pesquisa do Wall Street Journal/NBC News divulgada neste domingo (1º) apontou que o candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, mantém a liderança na disputa, com 52% das intenções de voto, frente aos 42% de Trump.
O presidente dos EUA afirmou ainda que Biden pretende aumentar tributos e paralisar a economia dos EUA. "Biden quer trancar vocês em casa. Se eu ganhar, não vai ter lockdown, eu prometo."
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO