Porto Alegre, domingo, 01 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 01 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 16h39min, 01/11/2020.

Portugal decreta novo lockdown; Reino Unido também anuncia restrições

Circulação entre algumas cidades está restrita para tentar conter o avanço da Covid-19 no país

Circulação entre algumas cidades está restrita para tentar conter o avanço da Covid-19 no país


PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP/JC
O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, anunciou neste sábado (31) a imposição de uma série de medidas restritivas para conter o avanço do novo coronavírus. O anúncio aconteceu no mesmo dia em que o país renovou recorde diário de casos da doença, com mais de 4 mil diagnósticos entre sexta-feira e sábado.
O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, anunciou neste sábado (31) a imposição de uma série de medidas restritivas para conter o avanço do novo coronavírus. O anúncio aconteceu no mesmo dia em que o país renovou recorde diário de casos da doença, com mais de 4 mil diagnósticos entre sexta-feira e sábado.
Entre as normas, Costa informou que estabelecimentos comerciais terão que fechar antes das 22h e restaurantes só poderão funcionar com grupos limitados a seis pessoas, até 22h30. Eventos e celebrações com mais de seis indivíduos serão proibidos e as empresas terão que estabelecer um plano para o trabalho remoto. "Vai ser um mês muito duro", antecipou o líder português, em entrevista coletiva.
O premiê acrescentou que as ações entrarão em vigor para 121 municípios que abrangem 70% da população portuguesa, incluindo Lisboa. Os locais são aqueles que tiveram mais de 240 casos para cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Segundo ele, o governo solicitou ao presidente Marcelo Rebelo de Sousa a declaração de uma estado de emergência, que precisa ser aprovado por todos os ministros.
Mais cedo, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, também havia anunciado restrições à circulação de pessoas na Inglaterra até 2 de dezembro para suprimir a curva epidemiológica. Segundo o premiê, as medidas serão analisadas pelo Parlamento na próxima quarta-feira (4) e, se aprovadas, entrarão em vigor na quinta-feira (5).
Do outro lado do Atlântico, os Estados Unidos tiveram na sexta-feira (30) 99.321 registros de covid-19, com 1.030 mortes, de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkings. Trata-se do maior aumento diário no total de diagnosticados no país desde o início da pandemia. 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO