Porto Alegre, sexta-feira, 30 de outubro de 2020.
Dia do Comerciário. Dia do Balconista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 30 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Abalo sísmico

- Publicada em 11h16min, 30/10/2020. Atualizada em 16h00min, 30/10/2020.

Terremoto de magnitude 6,6 no Mar Egeu é sentido na Turquia e na Grécia

Moradores de área atingida de Izmir recolhem destroços após impacto de fenômeno

Moradores de área atingida de Izmir recolhem destroços após impacto de fenômeno


Demiroren News Agency (DHA)/AFP/JC
Um forte terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter sacudiu o oeste da Turquia nesta sexta-feira (30) e causou o colapso de vários prédios, relatou o Núcleo de Gestão de Desastres e Emergências da Turquia e a mídia turca. O tremor, que foi sentido em Istambul e Atenas, ocorreu no Mar Egeu, a sudoeste de Izmir, a terceira maior cidade da Turquia, e perto da ilha grega de Samos.
Um forte terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter sacudiu o oeste da Turquia nesta sexta-feira (30) e causou o colapso de vários prédios, relatou o Núcleo de Gestão de Desastres e Emergências da Turquia e a mídia turca. O tremor, que foi sentido em Istambul e Atenas, ocorreu no Mar Egeu, a sudoeste de Izmir, a terceira maior cidade da Turquia, e perto da ilha grega de Samos.
O epicentro ficava a cerca de 17 km da costa da província de Izmir, a uma profundidade de 16 km. O terremoto foi sentido ao longo da costa do Mar Egeu da Turquia e na região noroeste de Mármara, informou a mídia. O ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, disse no Twitter que seis prédios desabaram em dois distritos da Província. Ele disse, ainda, que não houve relatos de vítimas de seis outras Províncias onde o terremoto foi sentido, mas afirmou que havia pequenas rachaduras em alguns edifícios.
Não há informações sobre vítimas fatais, de acordo com os jornais gregos, que citam autoridades locais. Residentes da ilha grega de Samos, que tem uma população de cerca de 45.000 habitantes, foram aconselhados a ficar longe das áreas costeiras. "Foi um terremoto muito grande, é difícil ter um maior", disse Eftyhmios Lekkas, chefe da organização grega para o planejamento antissísmico, à TV grega Skai.
A Grécia se encontra situada sobre importantes falhas geológicas e os terremotos são frequentes, sobretudo, no mar, e não costuma provocar mortos. De acordo com relato da AFP, aconteceu um mini-tsunami e foram registrados danos materiais na ilha de Samos.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO