Porto Alegre, quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Dia do Enólogo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 23h32min, 22/10/2020.

Eleições EUA: Barack Obama aparece em vídeo incentivando votação pelo correio

Ex-presidente vinha mantendo certa discrição na disputa eleitoral até a quarta-feira

Ex-presidente vinha mantendo certa discrição na disputa eleitoral até a quarta-feira


Alex Edelman/AFP/JC
Um dia após entrar oficialmente na campanha de Joe Biden, o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama voltou a se comunicar com o público norte-americano nesta quinta-feira (22). Em suas redes sociais, Obama publicou um vídeo incentivando o voto por correspondência, um dos principais pontos de polêmica entre democratas e republicanos na disputa eleitoral.
Um dia após entrar oficialmente na campanha de Joe Biden, o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama voltou a se comunicar com o público norte-americano nesta quinta-feira (22). Em suas redes sociais, Obama publicou um vídeo incentivando o voto por correspondência, um dos principais pontos de polêmica entre democratas e republicanos na disputa eleitoral.
No vídeo, o ex-presidente diz utilizar o voto por correspondência com frequência, e explica o passo-a-passo aos eleitores, alertando que as instruções de votação são diferentes em cada estado. Obama também reafirma seu voto em Joe Biden e Kamala Harris. "Acabei de votar por e-mail em Joe Biden e Kamala Harris. Se você está planejando fazer o mesmo, siga todas as instruções cuidadosamente e coloque-o no correio ou na urna eleitoral imediatamente. Aqui, vou te mostrar."
O ex-presidente vinha mantendo certa discrição na disputa eleitoral até a quarta-feira (21), quando apareceu publicamente pela primeira vez em um "comício drive-in" da campanha de Biden, realizado na Filadélfia. O discurso de Obama durante o evento foi um dos mais duros ataques do ex-presidente ao atual ocupante da Casa Branca, Donald Trump, a quem acusou de não levar a sério o papel de presidente. "Isto não é um reality show. É a realidade", disse Obama.
"Nunca pensei que Donald Trump fosse abraçar minha visão de mundo ou continuasse minhas políticas. Mas esperava, pelo bem do país, que ele pudesse mostrar algum interesse e levar o trabalho a sério. Mas nada disso aconteceu. Até agora, ele não mostrou interesse em ajudar ninguém além de si mesmo e de seus amigos."
Obama é uma das armas mais poderosas da campanha democrata. O ex-presidente deixou o cargo em 2016 com um alto índice de popularidade, especialmente entre os negros - e o discurso de quarta-feira foi planejado especificamente para aumentar o apoio a Biden entre esses eleitores.
Comentários CORRIGIR TEXTO