Porto Alegre, sexta-feira, 16 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 16 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 21h17min, 15/10/2020.

Eleições EUA: Trump ameaça entrar na Justiça contra Twitter e Facebook

Presidente dos EUA criticou operadoras de redes sociais por bloquearem a disseminação de mensagens de seus apoiadores

Presidente dos EUA criticou operadoras de redes sociais por bloquearem a disseminação de mensagens de seus apoiadores


LOIC VENANCE/AFP/JC
O presidente dos EUA, Donald Trump, criticou operadoras de redes sociais por bloquearem a disseminação de mensagens de seus apoiadores e sugeriu que pode entrar com ação na Justiça para impedir que continuem fazendo isso. "Twitter e Facebook são como um terceiro braço do Partido Democrata", ressaltou.
O presidente dos EUA, Donald Trump, criticou operadoras de redes sociais por bloquearem a disseminação de mensagens de seus apoiadores e sugeriu que pode entrar com ação na Justiça para impedir que continuem fazendo isso. "Twitter e Facebook são como um terceiro braço do Partido Democrata", ressaltou.
Na quarta-feira (14), o Twitter suspendeu temporariamente a conta da secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, depois que ela publicou o link de uma reportagem do New York Post que denunciava um suposto esquema envolvendo Hunter Biden, filho do candidato democrata, Joe Biden. Segundo a rede social, a publicação violava as normas da plataforma porque continha informações pessoais, como números de telefones e endereços de e-mail.
Na mesma data, o Twitter já havia suspendido uma série de contas falsas que se passavam por apoiadores negros de Trump. De acordo com a empresa, os perfis infringiam as regras de spam e de manipulação da plataforma.
Comentários CORRIGIR TEXTO