Porto Alegre, terça-feira, 08 de setembro de 2020.
Dia Mundial da Alfabetização.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 08 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Rússia

- Publicada em 20h26min, 07/09/2020.

Opositor russo envenenado em aeroporto sai do coma na Alemanha

 Navalni (c) teria sido envenenado com um agente nervoso desenvolvido na época soviética

Navalni (c) teria sido envenenado com um agente nervoso desenvolvido na época soviética


KIRILL KUDRYAVTSEV/AFP/JC
O líder opositor russo Alexei Navalni, que de acordo com a Alemanha foi envenenado na Rússia, saiu do coma induzido e vai deixar de usar o respirador artificial "por etapas", anunciou nesta segunda-feira o Hospital de la Charité em Berlim.
O líder opositor russo Alexei Navalni, que de acordo com a Alemanha foi envenenado na Rússia, saiu do coma induzido e vai deixar de usar o respirador artificial "por etapas", anunciou nesta segunda-feira o Hospital de la Charité em Berlim.
"Reage quando falam com ele", afirma um comunicado divulgado pelo hospital, onde Navalni, 44 anos, é tratado desde 22 agosto. De acordo com o governo alemão, Navalni foi "inequivocamente" envenenado na Rússia com um agente nervoso do tipo Novichok, desenvolvido na época soviética com fins militares.
O governo alemão e outros países ocidentais acusam as autoridades russas e pedem explicações. A tensão aumentou no domingo, quando a Alemanha apresentou à Rússia um ultimato de alguns dias para "explicar o ocorrido".
Nesta segunda-feira, o Kremlin chamou de tentativas "absurdas" as acusações de que o governo russo teria envenenado Navalni. "Todas as tentativas de associar a Rússia de alguma maneira com o que aconteceu são inaceitáveis para nós, são absurdas", afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.
Moscou critica Berlim por "adiar o processo de investigação" ao não transmitir os documentos do caso às autoridades russas. Peskov disse esperar que a Alemanha proporcione todas as informações necessárias à Rússia "nos próximos dias". "Estamos esperando com impaciência", completou.
Os familiares do advogado afirmam que Navalni foi vítima de um "envenenamento intencional" no dia 20 de agosto, com "algo misturado a seu chá" enquanto estava no aeroporto da cidade de Tomsk. O ativista anticorrupção se sentiu muito mal a bordo de um avião que o transportava a Moscou e teve que fazer um pouso de emergência na Sibéria, onde foi hospitalizado.
Os médicos russos afirmaram que não detectaram "nenhum veneno" nem no sangue nem na urina de Navalni e disseram que a hipótese mais provável era a de um "desequilíbrio glicêmico" provocado por um baixo nível de açúcar no sangue. Vestígios de uma substância química industrial, entretanto, foram encontrados nas roupas e nos dedos do opositor.
Vários adversários de autoridades russas foram envenenados nos últimos anos, na Rússia ou no exterior, como o ex-agente duplo Sergei Skripai, encontrado caído em um banco numa praça no Reino Unido em 2018 junto com a filha.
Comentários CORRIGIR TEXTO