Porto Alegre, terça-feira, 23 de junho de 2020.
Dia Nacional do Agente Marítimo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 23 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

México

Alterada em 23/06 às 15h29min

Terremoto de magnitude 7,4 atinge o México e gera alerta de tsunami

Em 2017, um terremoto de magnitude 7,1 deixou 355 mortos no México

Em 2017, um terremoto de magnitude 7,1 deixou 355 mortos no México


ALFREDO ESTRELLA/AFP/JC
Folhapress
Um terremoto de grandes proporções atingiu nesta terça-feira (23) a região sul do México e gerou um alerta de tsunami na costa do país e na América Central. O tremor atingiu uma magnitude de 7,4, de acordo com o serviço sismológico dos Estados Unidos.
Um terremoto de grandes proporções atingiu nesta terça-feira (23) a região sul do México e gerou um alerta de tsunami na costa do país e na América Central. O tremor atingiu uma magnitude de 7,4, de acordo com o serviço sismológico dos Estados Unidos.
O epicentro ocorreu próximo ao vilarejo de Santa María Zapotitlán, no estado de Oaxaca (na costa do Pacífico), mas o terremoto foi sentido também Cidade do México, que fica 500 quilômetros ao norte.
Segundo a agência Reuters, os moradores da capital deixaram os prédios assustados, mas não há registro de destruição em larga escala ou de vítimas na cidade.
O presidente Andrés Manuel Lopez Obrador confirmou que não há relatos de danos até o momento, mas afirmou que ainda está aguardando informações mais detalhadas sobre a situação em Oaxaca -um estado montanhoso, conhecido pelas plantações de café e pelos resorts na praia.
Em 2017, um terremoto de magnitude 7,1 deixou 355 mortos no México.
Comentários