Porto Alegre, segunda-feira, 15 de junho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 15 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

15/06/2020 - 14h07min. Alterada em 15/06 às 14h07min

FDA revoga autorização para uso emergencial de hidroxicloroquina nos EUA

FDA determinou que benefícios do medicamento não superam efeitos colaterais

FDA determinou que benefícios do medicamento não superam efeitos colaterais


GERARD JULIEN/AFP/JC
A agência de controle de drogas dos Estados Unidos, a FDA, revocou nesta segunda-feira (15) a autorização de uso emergencial de cloroquina (CQ) e hidroxicloroquina (HCQ) para pacientes com Covid-19.
A agência de controle de drogas dos Estados Unidos, a FDA, revocou nesta segunda-feira (15) a autorização de uso emergencial de cloroquina (CQ) e hidroxicloroquina (HCQ) para pacientes com Covid-19.
A agência determinou que "é improvável que a CQ e a HCQ sejam eficazes no tratamento a Covid-19 para os usos autorizados nos EUA". O órgão afirmou que "à luz dos eventos adversos cardíacos graves e outros efeitos colaterais graves, os benefícios conhecidos e potenciais de CQ e HCQ não superam mais os riscos conhecidos e potenciais para o uso autorizado".
A autorização tinha sido dada em 28 de março, quando, de acordo com a agência, as evidências científicas permitiam concluir que havia benefícios.
 
Comentários