Porto Alegre, quarta-feira, 10 de junho de 2020.
Dia da Língua Portuguesa.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 10 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Direitos humanos

10/06/2020 - 15h59min. Alterada em 10/06 às 15h59min

Terry Crews presta solidariedade à família de João Pedro e fala sobre violência policial

João Pedro foi baleado dentro de casa durante operação da PF no Complexo do Salgueiro

João Pedro foi baleado dentro de casa durante operação da PF no Complexo do Salgueiro


TWITTER/REPRODUÇÃO/JC
Folhapress
O ator norte-americano Terry Crews, 51, publicou um vídeo em solidariedade à família do brasileiro João Pedro, morto aos 14 anos, em meados de maio, durante uma operação policial em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.
O ator norte-americano Terry Crews, 51, publicou um vídeo em solidariedade à família do brasileiro João Pedro, morto aos 14 anos, em meados de maio, durante uma operação policial em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.
"Gostaria de demonstrar minha solidariedade para a família de João Pedro. Eu apoio todos vocês em sua luta por justiça e sua luta para acabar com a brutalidade policial nos Estados Unidos e no Brasil. Eu apoio os ativistas negros brasileiros, o povo vivendo nas favelas, as mães das vítimas e todos aqueles que estão lutando contra o racismo e violência. Obrigado", diz o ator no vídeo.
Crews é famoso por seu papel em produções como "As Branquelas", "Brooklyn 99" e "Todo mundo odeia o Chris". Recentemente ele confirmou em entrevista ao programa de TV americano Watch What Happens Live with Andy Cohen que os produtores do longa "As Branquelas" estão tirando do papel a parte dois do filme.

Caso João Pedro

João Pedro foi baleado no dia 18 de maio dentro da casa de seu tio em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, durante uma operação da Polícia Federal com apoio das polícias Civil e Militar fluminenses no Complexo do Salgueiro.
Parentes e amigos dizem que João Pedro Matos Pinto estava brincando com os primos quando policiais chegaram jogando bombas de gás e atirando, acertando o jovem na barriga. Já as polícias alegam que o adolescente foi atingido durante um confronto com traficantes que pularam o muro enquanto fugiam.
O garoto foi socorrido em um helicóptero da Polícia Civil até o grupamento de operações aéreas dos Bombeiros, que fica na zona sul carioca, a cerca 18 km de distância em linha reta. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele já chegou morto, e um médico da corporação atestou o óbito por volta das 15h15.
Sem poder entrar no helicóptero e sem receber informações, a família começou uma busca por toda a madrugada em hospitais e delegacias e criou uma campanha nas redes sociais com a "#procurasejoaopedro". Só informaram ter encontrado seu corpo na manhã desta terça (19), no IML (Instituto Médico Legal) da cidade.
A Secretaria de Estado de Vitimados afirmou em nota que foi a equipe de assistência social da pasta que entrou em contato com um tio de João Pedro, às 21h49 de segunda, para avisar que o corpo estava no IML, oferecendo atendimento social, psicológico e encaminhamento para o enterro gratuito.
Comentários