Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Rússia

- Publicada em 19h21min, 21/05/2020. Alterada em 19h22min, 21/05/2020.

Rússia diz que saída dos EUA de Tratado de Céus Abertos é um "golpe"

O evento incluirá sobrevoos de aviões militares

O evento incluirá sobrevoos de aviões militares


MANDEL NGAN/AFP/JC
Em resposta à decisão do governo do presidente do EUA, Donald Trump, de retirar os EUA de outro acordo importante de controle de armas - o Tratado de Céus Abertos -, a Rússia afirmou que a saída norte-americana é um golpe para a segurança europeia. Diplomatas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmaram que haverá uma reunião de urgência nesta sexta-feira (22), para debater o assunto.
Em resposta à decisão do governo do presidente do EUA, Donald Trump, de retirar os EUA de outro acordo importante de controle de armas - o Tratado de Céus Abertos -, a Rússia afirmou que a saída norte-americana é um golpe para a segurança europeia. Diplomatas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmaram que haverá uma reunião de urgência nesta sexta-feira (22), para debater o assunto.
"A retirada dos EUA desse tratado é também um golpe nos instrumentos militares existentes e nos interesses essenciais de segurança dos aliados dos EUA", disse o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Alexandre Grouchko.
"Não é um tratado bilateral, mas multilateral. E uma decisão tão brusca afetará os interesses de todos os participantes, sem exceção", ressaltou o russo. Grouchko ainda acusou Washington de ter eliminado um "instrumento que serviu à manutenção da paz e à segurança na Europa nos últimos 20 anos". O acordo permite verificar os movimentos militares e as medidas de controle de armas dos países signatários.
Trump anunciou nesta quinta-feira (21) a retirada dos EUA do pacto, depois de acusar Moscou de violar os termos. "A Rússia não aderiu ao tratado. Até que eles se juntem, nos retiramos". Esse é o terceiro acordo de controle de armas do qual Trump decide retirar o país desde o início de seu governo.
Comentários CORRIGIR TEXTO