Porto Alegre, sexta-feira, 08 de maio de 2020.
Dia do Profissional de Marketing.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 08 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 08/05/2020. Alterada em 08/05 às 03h00min

Pompeo diz que China poderia ter evitado milhares de mortes

Pompeo afirma que chineses mandaram destruir amostras do vírus

Pompeo afirma que chineses mandaram destruir amostras do vírus


KEVIN LAMARQUE/AFP/JC

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, voltou a criticar a China por sua conduta diante do coronavírus. "A China poderia ter evitado a morte de milhares de pessoas e poupado o mundo de entrar em um mal-estar econômico global", afirmou Pompeo pelo Twitter.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, voltou a criticar a China por sua conduta diante do coronavírus. "A China poderia ter evitado a morte de milhares de pessoas e poupado o mundo de entrar em um mal-estar econômico global", afirmou Pompeo pelo Twitter.

"Eles tinham uma escolha. A China ainda se recusa a compartilhar informação necessária para manter as pessoas seguras. Isso não é uma questão política, mas de salvar vidas." As declarações vieram ainda acompanhadas de uma imagem de Pompeo, com os dizeres: "Nós precisamos de parceiros confiáveis".

Na conta do Twitter do Departamento de Estado dos EUA, foi reproduzido, nesta quinta-feira, um vídeo com declarações de quarta-feira de Pompeo, nas quais ele diz que a China "acobertou" o surgimento do vírus em Wuhan.

Ele afirma que houve uma ordem, em 3 de janeiro, da Comissão Nacional de Saúde chinesa para que amostras do vírus fossem destruídas e também que o país "desapareceu" com pessoas que emitiram os alarmes iniciais sobre o surgimento da doença, pedindo mais transparência à nação asiática.

Comentários