Porto Alegre, sábado, 02 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 02 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 02/05 às 18h38min

Trump espera que mortes por covid-19 nos EUA fiquem abaixo de 100 mil

Número de mortos pela doença no país já superou os 65 mil

Número de mortos pela doença no país já superou os 65 mil


ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP/JC
Diante do rápido avanço da pandemia o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse "esperar" que o número de mortes no país pelo novo coronavírus (covid-19) fique abaixo de 100 mil. Estimativas anteriores do presidente estavam em torno de 60 mil, porém, neste sábado o número de mortos no país superou a marca de 65 mil, levando Trump a revisar suas projeções.
Diante do rápido avanço da pandemia o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse "esperar" que o número de mortes no país pelo novo coronavírus (covid-19) fique abaixo de 100 mil. Estimativas anteriores do presidente estavam em torno de 60 mil, porém, neste sábado o número de mortos no país superou a marca de 65 mil, levando Trump a revisar suas projeções.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
Os EUA já respondem por cerca de um terço dos casos reportados globalmente, que superam os 3,402 milhões, de acordo com Johns Hopkins. Em todo mundo, números oficiais apontam para mais de 242 mil pessoas mortes, montante que especialistas consideram subestimado.
O governador de Nova York, Andrew Cuomo, afirmou hoje que as pessoas precisam sair e aproveitar o clima mais agradável, mas com moderação. "Saia para uma caminhada, mas respeite a recomendação de distanciamento social e use máscara" afirmou Cuomo. Para reforçar o cumprimento das regras de distanciamento social em espaços públicos, o policiamento da cidade foi reforçado com mais 1.000 agentes.
Na Europa, com o relaxamento gradual das restrições de bloqueio impostas para conter o avanço da covid-19 em diversos países, espanhóis encheram as ruas pela primeira vez em sete semanas para se exercitar, e crianças alemãs correram para playgrounds.
Rússia e Paquistão, no entanto, relataram seus maiores picos de novas infecções em 24 horas, um sinal de que a pandemia está longe de terminar. E no Reino Unido, o número de mortos do covid-19 ultrapassou 28 mil.
Comentários