Porto Alegre, terça-feira, 03 de março de 2020.
Dia do Meteorologista.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Estados Unidos

03/03/2020 - 12h29min. Alterada em 03/03 às 15h09min

Com coronavírus, BC dos EUA corta juros em decisão extraordinária

Federal Reserve cortou juros dos fed funds em 50 pontos-base, para a faixa entre 1,0% e 1,25%

Federal Reserve cortou juros dos fed funds em 50 pontos-base, para a faixa entre 1,0% e 1,25%


KAREN BLEIER/AFP/JC
O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) anunciou nesta terça-feira (3) em medida extraordinária, que decidiu cortar os juros dos fed funds em 50 pontos-base, para a faixa entre 1,0% e 1,25%. A instituição diz em breve comunicado que os fundamentos para a economia dos Estados Unidos "continuam fortes", mas que o coronavírus representa "riscos à atividade econômica".
O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) anunciou nesta terça-feira (3) em medida extraordinária, que decidiu cortar os juros dos fed funds em 50 pontos-base, para a faixa entre 1,0% e 1,25%. A instituição diz em breve comunicado que os fundamentos para a economia dos Estados Unidos "continuam fortes", mas que o coronavírus representa "riscos à atividade econômica".
> Acesse tudo sobre o coronavírus, o que é, contágio, prevenção e situação pelo mundo e no Brasil
"Diante desses riscos e em apoio à busca das metas de máximo emprego e estabilidade de preços, o Comitê Federal de Mercado Aberto decidiu hoje reduzir a faixa dos fed funds", diz a nota. "O Comitê monitora de perto os acontecimentos e suas implicações para a perspectiva econômica e usará todos os instrumentos para agir como apropriado para apoiar a economia", ressalta o texto.
O comunicado informa ainda que a decisão de política monetária desta terça foi unânime.