Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

05/02/2020 - 10h43min. Alterada em 05/02 às 11h02min

Coronavírus: Hong Kong impõe quarentena a pessoas oriundas da China

Nova política de Hong Kong para todos os viajantes da China continental vigora sábado

Nova política de Hong Kong para todos os viajantes da China continental vigora sábado


Ministério da Aviação Civil da China/AFP/JC
A chefe executiva de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou nesta quarta-feira (5), que o território vai exigir que todos os indivíduos provenientes da China fiquem em quarentena por 14 dias, como parte de amplos esforços para conter a propagação do coronavírus. A nova política se aplica a todos os viajantes que vierem da China continental e entrará em vigor no próximo sábado (8).
A chefe executiva de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou nesta quarta-feira (5), que o território vai exigir que todos os indivíduos provenientes da China fiquem em quarentena por 14 dias, como parte de amplos esforços para conter a propagação do coronavírus. A nova política se aplica a todos os viajantes que vierem da China continental e entrará em vigor no próximo sábado (8).
"Estamos num estágio mais grave", disse Carrie Lam, demonstrando preocupações com a disseminação do vírus no território semiautônomo. A última medida veio após Hong Kong relatar três novos casos da doença, que provavelmente ocorreram por transmissão local. Na tarde desta quarta-feira (pelo horário local), Hong Kong tinha 21 casos confirmados, com uma morte. 
> Acesse tudo sobre o coronavírus, com origem, prevenção, disseminação pelo mundo e como está no Brasil
Os dados do site de monitoramento da Johns Hopkins indicam, na manhã desta quarta-feira (65) - horário em Brasília -, que os casos somam 24.607 no mundo (24 países), sendo 24.433 na China. São 494 mortes (493 na China) e 990 pessoas recuperadas (981 na China). 
Estadão Conteúdo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia