Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

23/01/2020 - 20h25min. Alterada em 29/01 às 08h25min

Rio Grande do Sul descarta caso de coronavírus

Suspeita era sobre pessoa que passou 18 dias na China e apresentava sintomas de febre e tosse

Suspeita era sobre pessoa que passou 18 dias na China e apresentava sintomas de febre e tosse


STR/AFP/JC
A secretaria de Saúde do Estado descartou nesta quinta-feira (23) um possível caso de coronavírus no Rio Grande do Sul. A suspeita era sobre uma pessoa que passou 18 dias trabalhando na China e que procurou atendimento médico com febre e tosse. Outro caso está sendo investigado em São Leopoldo e foi citado entre os três primeiros registros de suspeita no País. 
A secretaria de Saúde do Estado descartou nesta quinta-feira (23) um possível caso de coronavírus no Rio Grande do Sul. A suspeita era sobre uma pessoa que passou 18 dias trabalhando na China e que procurou atendimento médico com febre e tosse. Outro caso está sendo investigado em São Leopoldo e foi citado entre os três primeiros registros de suspeita no País. 
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
Segundo a secretaria, "foram tomadas as medidas preconizadas para atendimento de caso suspeito e o resultado foi negativo, sendo que o paciente sequer está internado". A pasta chegou a notificar o Ministério da Saúde sobre o caso, antes de descartar a hipótese. 
A Saúde do Estado, por intermédio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), está orientando as redes de saúde pública e privada sobre notificação de casos suspeitos de doença respiratória causada pelo agente novo coronavírus.
Fora a suspeita já descartada, o Rio Grande do Sul não tem nenhuma situação relacionada ao novo coronavírus em investigação no momento. O trabalho é feito a partir das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS), que lançou nesta quinta-feira (23) um Boletim Epidemiológico sobre essa nova cepa viral.
Secretarias de Santa Catarina, do Distrito Federal e de Minas Gerais confirmaram ter descartado casos que chegaram a reportar à rede Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs).
Entre as principais orientações está a recomendação para que, em eventuais casos suspeitos, os pacientes utilizem máscara cirúrgica, e os profissionais que tiverem contato com ele todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados, além das medidas de precaução padrão. Os casos graves devem ser encaminhados para um hospital de referência, e os leves devem ser acompanhados pela atenção básica em saúde.
Matéria feita com informações da Agência Brasil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia