Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 12 de janeiro de 2020.
Aniversário da Caixa Econômica Federal.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Taiwan

Alterada em 12/01 às 11h03min

Presidente de Taiwan é reeleita propondo postura mais dura em relação à China

Tsai (direita) derrotou o candidato Han Kuo-yu, do partido nacionalista, com 57,2% dos votos

Tsai (direita) derrotou o candidato Han Kuo-yu, do partido nacionalista, com 57,2% dos votos


SAM YEH/AFP/JC
Tsai Ing-wen foi reeleita presidente de Taiwan com ampla vantagem neste sábado (11), sinalizando forte apoio por sua postura dura contra a China entre eleitores determinados a defenderem sua forma democrática de viver.
Tsai Ing-wen foi reeleita presidente de Taiwan com ampla vantagem neste sábado (11), sinalizando forte apoio por sua postura dura contra a China entre eleitores determinados a defenderem sua forma democrática de viver.
Tsai derrotou o candidato Han Kuo-yu, do partido nacionalista, com 57,2% dos votos contra 38,6% de Han, com praticamente todos os votos contados. Ela não demorou para alertar a China para não tentar usar ameaças de força contra a ilha.
"Hoje eu quero novamente lembrar as autoridades de Pequim que paz, paridade, democracia e diálogo são as chaves para a estabilidade", disse Tsai no discurso de vitória. "Eu quero que autoridades de Pequim saibam que Taiwan e nosso governo democraticamente eleito nunca cederão a ameaças".
Ela afirmou ainda: "Eu espero que Pequim mostre sua boa vontade". Eleitores de Taiwan "mostraram que quando nossa soberania e democracia são ameaçadas, o povo de Taiwan gritará nossa determinação de modo ainda mais alto."
Taiwan desenvolveu sua própria identidade desde a separação da China na guerra civil em 1949, mas nunca declarou independência formal. Pequim ainda diz ter soberania sobre a ilha de 23 milhões de pessoas e ameaça usar força para tomar controle se necessário.
Ma Xiaoguang, porta-voz do Escritório chinês de Assuntos de Taiwan, disse que a China protegeria firmemente sua integridade territorial e que se opõe a qualquer esquema separatista e à independência de Taiwan, de acordo com a agência oficial chinesa Xinhua News. Ele disse que a China está disposta a trabalhar com o povo de Taiwan para avançar na "reunificação pacífica do país".
Tsai, a presidente reeleita, conseguiu ganhar em áreas que tradicionalmente eram vencidas por candidatos mais próximos da China, como o Centro e o Sul de Taiwan. O partido dela também manteve sua maioria no legislativo, mas com resultado mais apertado.
Estadão Conteúdo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia