Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Reino Unido

- Publicada em 03h05min, 02/09/2019. Atualizada em 03h00min, 02/09/2019.

Partido Trabalhista pedirá nova prorrogação do Brexit

No sábado, britânicos protestaram contra o primeiro-ministro Boris Johnson

No sábado, britânicos protestaram contra o primeiro-ministro Boris Johnson


NIKLAS HALLE'N/AFP/JC
O Partido Trabalhista planeja bloquear uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE), o Brexit, sem um acordo com o bloco, e, para isso, pedirá outra extensão no prazo de diálogo. O atual é 31 de outubro.
O Partido Trabalhista planeja bloquear uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE), o Brexit, sem um acordo com o bloco, e, para isso, pedirá outra extensão no prazo de diálogo. O atual é 31 de outubro.
Chefe do Partido Trabalhista para a questão do Brexit, Keir Starmer afirmou, ontem, que a legislação a ser introduzida no Parlamento terá como foco a extensão do prazo para impedir que o primeiro-ministro Boris Johnson deixe a UE sem um acordo. Ele afirmou à rede BBC que a duração dessa extensão é algo "secundário", sendo o mais importante impedir uma saída desordenada em 31 de outubro.
Para evitar uma saída nesta data, o Reino Unido precisaria pedir isso formalmente, e cada um dos outros 27 países do bloco deve dar seu aval. O Parlamento tem pouco tempo para lidar com a questão. Johnson planeja suspender o Legislativo em parte do tempo antes do prazo para o Brexit.
No sábado, milhares de britânicos foram às ruas para protestar contra a medida do premiê, que tem o objetivo de impedir os deputados de barrarem uma retirada da UE sem acordo. Foram mais de 30 atos espalhados pelo território britânico, convocados pela organização Another Europe is Possible (Uma outra Europa é possível, em tradução literal), contrária à saída do bloco. A maior concentração foi em Londres, diante da residência de Johnson em Downing Street.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO