Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Paraguai

- Publicada em 03h18min, 22/08/2019. Atualizada em 03h00min, 22/08/2019.

Pedido de impeachment de Abdo Benítez é arquivado

A Câmara dos Deputados do Paraguai arquivou o processo de impeachment contra o presidente Mario Abdo Benítez, o vice, Hugo Velázquez, e o ministro da Fazenda, Benigno López. Em sessão realizada na terça-feira, 43 parlamentares votaram contra o julgamento, e 36, a favor.

A Câmara dos Deputados do Paraguai arquivou o processo de impeachment contra o presidente Mario Abdo Benítez, o vice, Hugo Velázquez, e o ministro da Fazenda, Benigno López. Em sessão realizada na terça-feira, 43 parlamentares votaram contra o julgamento, e 36, a favor.

A votação é considerada uma reviravolta devido à crise política que se instalou nas últimas semanas após a revelação dos termos de um acordo entre Brasil e Paraguai sobre a comercialização da energia gerada por Itaipu. A usina fica na fronteira entre os dois países, que compartilham a sua gestão.

Pela revisão acertada em maio deste ano entre Assunção e Brasília, o Paraguai aumentaria seus gastos em mais de US$ 200 milhões, porque o novo trato obrigava o país vizinho a comprar um volume maior da energia produzida pela usina, o que geraria aumento na conta de luz para os consumidores paraguaios. No final de julho, o documento, assinado de maneira silenciosa, veio a público, o que detonou uma série de renúncias no governo paraguaio e uma ameaça de impeachment de Abdo Benítez.

Comentários CORRIGIR TEXTO