Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de agosto de 2019.
Dia do Economista .

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Japão

13/08/2019 - 09h55min. Alterada em 13/08 às 09h55min

Tempestade tropical Krosa pode atingir o Japão até quinta-feira

Agência Brasil
Meteorologistas do Japão informaram nesta terça-feira (13) que a forte tempestade tropical Krosa se aproxima do oeste do país onde poderá chegar até quinta-feira. A Agência de Meteorologia japonesa informou que a população da costa do Oceano Pacífico deve se preparar para fortes vendavais, ondas gigantes e chuva torrencial.
Meteorologistas do Japão informaram nesta terça-feira (13) que a forte tempestade tropical Krosa se aproxima do oeste do país onde poderá chegar até quinta-feira. A Agência de Meteorologia japonesa informou que a população da costa do Oceano Pacífico deve se preparar para fortes vendavais, ondas gigantes e chuva torrencial.
O órgão prevê que os ventos atinjam velocidade aproximada de 110 quilômetros por hora, com rajadas de 160 quilômetros por hora na parte sul da região de Kyushu até esta quarta-feira. A expectativa é de que a chuva venha a se intensificar a partir de amanhã (14).
Segundo os meteorologistas, aguaceiros poderão ter continuidade mesmo após o afastamento da tempestade tropical e, em algumas áreas, poderá haver precipitação pluviométrica de 1.000 milímetros.
Um grande número de pessoas no Japão está viajando nestas férias de verão. Os meteorologistas recomendam aos viajantes que verifiquem as informações mais atualizadas, com atenção especial para o clima tempestuoso, capaz de causar inundações e deslizamentos de terra.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia