Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de julho de 2019.
Dia Nacional dos Clubes.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

América do Sul

Edição impressa de 15/07/2019. Alterada em 15/07 às 03h00min

Venezuela prende dois membros da equipe de Juan Guaidó

As autoridades da Venezuela detiveram dois integrantes do corpo de segurança do líder opositor Juan Guaidó, uma medida que mantém a pressão sobre o autoproclamado presidente interino do país.
As autoridades da Venezuela detiveram dois integrantes do corpo de segurança do líder opositor Juan Guaidó, uma medida que mantém a pressão sobre o autoproclamado presidente interino do país.
De acordo com o presidente da Assembleia Nacional Constituinte, Diosdado Cabello, os dois homens tentavam vender quatro armas de fogo pertencentes ao Estado e que supostamente foram usadas durante a malsucedida rebelião militar de Guaidó, em 30 de abril.
O ministro da Comunicação e Informação da Venezuela, Jorge Rodríguez, também disse que a suposta tentativa de venda de armas ao mesmo tempo que a oposição tenta negociar com o governo reflete o "nível de engano" dos apoiadores de Guaidó. Segundo Rodríguez, o governo vai apresentar provas das acusações, mesmo que a oposição as considere falsas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia