Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de julho de 2019.
Dia Nacional dos Clubes.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Reino Unido

Edição impressa de 15/07/2019. Alterada em 15/07 às 03h00min

Novos telegramas de ex-embaixador britânico são divulgados pelo Daily Mail

Um jornal do Reino Unido publicou ontem mais memorandos vazados do embaixador do Reino Unido em Washington, mesmo após alertas da polícia britânica de que a divulgação pode configurar crime. Em um telegrama de 2018 publicado pelo Daily Mail, o embaixador do Reino Unido à época, Kim Darroch, disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, abandonou um acordo nuclear internacional com o Irã como um ato de "vandalismo diplomático" para ofender seu antecessor, Barack Obama.
Um jornal do Reino Unido publicou ontem mais memorandos vazados do embaixador do Reino Unido em Washington, mesmo após alertas da polícia britânica de que a divulgação pode configurar crime. Em um telegrama de 2018 publicado pelo Daily Mail, o embaixador do Reino Unido à época, Kim Darroch, disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, abandonou um acordo nuclear internacional com o Irã como um ato de "vandalismo diplomático" para ofender seu antecessor, Barack Obama.
O memorando foi escrito depois que o então ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, visitou Washington em uma tentativa frustrada de persuadir os EUA a não abandonarem o pacto. "O resultado ilustrou o paradoxo desta Casa Branca: você teve acesso excepcional, se reunindo com todos que são próximos ao presidente; mas na essência, o governo está determinado a um ato de vandalismo diplomático, aparentemente por razões ideológicas e de personalidade - foi o acordo de Obama", escreveu o embaixador.
Darroch anunciou sua renúncia na semana passada, depois que o jornal publicou telegramas nos quais classificara a administração de Trump como disfuncional e inapta. A Casa Branca reagiu recusando-se a continuar relações com o embaixador, e Trump o classificou como um "pomposo idiota" em um texto no Twitter.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia