Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Diplomacia

Edição impressa de 11/07/2019. Alterada em 11/07 às 03h00min

Embaixador britânico renuncia após polêmica por críticas a Trump

Darroch chamou governo de inepto; presidente respondeu dizendo que diplomata era estúpido

Darroch chamou governo de inepto; presidente respondeu dizendo que diplomata era estúpido


PAUL MORIGI E BRENDAN SMIALOWSKI/AFP/JC
O embaixador do Reino Unido em Washington, Kim Darroch, pediu demissão ontem depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o rotulou de "estúpido" e "maluco" após a divulgação de mensagens confidenciais nas quais o enviado britânico classificava o governo dos EUA de "inepto". As conversas, publicadas em um jornal dominical britânico, enfureceram Trump, que lançou ataques pelo Twitter tanto contra o embaixador quanto contra a primeira-ministra britânica, Theresa May, que declarou apoio ao diplomata.
O embaixador do Reino Unido em Washington, Kim Darroch, pediu demissão ontem depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o rotulou de "estúpido" e "maluco" após a divulgação de mensagens confidenciais nas quais o enviado britânico classificava o governo dos EUA de "inepto". As conversas, publicadas em um jornal dominical britânico, enfureceram Trump, que lançou ataques pelo Twitter tanto contra o embaixador quanto contra a primeira-ministra britânica, Theresa May, que declarou apoio ao diplomata.
"Desde o vazamento de documentos oficiais desta embaixada houve muita especulação em torno de minha posição e da duração do meu mandato como embaixador", escreveu Darroch em sua carta de renúncia. "Eu quero pôr fim a essa especulação", acrescentou. "A situação atual está tornando impossível para eu desempenhar o meu papel como gostaria."
No Parlamento, May se pronunciou sobre a renúncia. "Eu disse a Darroch que é motivo de grande pesar que ele tenha sentido a necessidade de deixar seu cargo como embaixador em Washington", afirmou a primeira-ministra.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia