Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de maio de 2019.
Dia do Assistente Social.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Catalunha

Edição impressa de 15/05/2019. Alterada em 15/05 às 03h00min

Políticos presos são liberados para tomar posse

O Tribunal Supremo da Espanha autorizou ontem que cinco líderes independentistas catalães, atualmente presos pela tentativa de secessão em outubro de 2017, assumam suas vagas no Congresso. Oriol Junqueras, Josep Rull, Jordi Turull e Jordi Sànchez conquistaram uma vaga na Câmara dos Deputados enquanto Raül Romeva foi eleito para o Senado.
"Essa sala autoriza a saída do centro penitenciário dos cinco solicitantes, para que participem das respectivas sessões constitutivas na Câmara dos Deputados e no Senado", informou a corte em comunicado, ressaltando que, uma vez encerrada a sessão, devem retornar à prisão preventiva.
A Catalunha, que declarou independência em 2017, à revelia de Madri, depois de uma votação considerada ilegal pela Justiça, foi uma das questões centrais na eleição, e os partidos regionais independentistas podem desempenhar um papel fundamental nas tratativas do premiê Pedro Sánchez para formar um novo governo.
Na semana passada, uma corte de Madri permitiu que o líder catalão Carles Puigdemont, que fugiu para a Bélgica em 2017 para não ser preso por sua participação no referendo, possa disputar uma vaga no Parlamento europeu.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia