Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de abril de 2019.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Peru

Alterada em 17/04 às 13h23min

Ex-presidente do Peru morre após dar tiro na cabeça ao ser preso

Alan García morreu durante cirurgia, depois de dar um tiro na cabeça ao receber ordem de prisão

Alan García morreu durante cirurgia, depois de dar um tiro na cabeça ao receber ordem de prisão


Cris BOURONCLE/AFP/JC
Agência Brasil
O ex-presidente do Peru Alan García morreu nesta quarta-feira (17) durante cirurgia, depois de dar um tiro na cabeça ao receber ordem de prisão em sua casa, no bairro Miraflores, em Lima. Ele era acusado de corrupção em caso envolvendo a empresa brasileira Odebrecht. García foi levado com urgência ao Hospital Casimiro Ulloa, na capital peruana, mas não resistiu.
De acordo com informações médicas, o ex-presidente, 69 anos, teve três paradas cardíacas e foi reanimado. Ele deu entrada no hospital às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala no crânio.
O presidente do Peru, Martín Vizcarra, lamentou no Twitter a morte de Alan García. "Consternado com a morte do ex-presidente. Envio minhas condolências à família e pessoas queridas"

Consternado por el fallecimiento del ex presidente Alan García. Envío mis condolencias a su familia y seres queridos. - Martín Vizcarra (@MartinVizcarraC) 17 de abril de 2019

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia