Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 16 de abril de 2019.
Páscoa.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

França

Edição impressa de 16/04/2019. Alterada em 15/04 às 21h53min

Chamas consomem Catedral de Notre-Dame em Paris

Bombeiros conseguiram impedir destruição total da igreja medieval

Bombeiros conseguiram impedir destruição total da igreja medieval


/BERTRAND GUAY/AFP/JC
A França chorou ontem diante das chamas que consumiram a histórica Catedral de Notre-Dame, no Centro de Paris. Até as 17h (horário de Brasília) desta segunda-feira, o fogo já havia destruído a principal torre da construção, conforme o vice-prefeito de Paris, Emmanuel Grégorie. Mais tarde, o Corpo de Bombeiros afirmou que conseguiu salvar a igreja medieval da destruição total. O governo francês foi mais sóbrio, mostrando "um otimismo cauteloso".
Segundo os bombeiros, o fogo pode estar relacionado com as obras de renovação que estavam sendo feitas no edifício, que data de 1163. A polícia de Paris, no entanto, diz que é cedo para identificar as causas do incêndio e que não há registro de vítimas.
A Promotoria parisiense anunciou a abertura de uma investigação para determinar as circunstâncias do incêndio, que começou às 18h30min locais (13h30min em Brasília). "Agora, começamos uma missão de tentar salvar as preciosas obras de arte e estamos dando prioridade em ampliar a segurança nas imediações para proteger os turistas e os vizinhos dos riscos de desmoronamento", acrescentou o vice-prefeito.
Diante das chamas, o porta-voz da Notre-Dame afirmou que "não restará nada" da estrutura interior feita de madeira. Em poucos minutos, as chamas consumiram todo o telhado e a torre do monumento, levando-os abaixo. "Está tudo queimando, não restará nada da estrutura, que data dos séculos XIX, de um lado, e XIII, do outro", lamentou André Finot.
A catedral passa por um processo de restauração em sua torre estimado em US$ 6,8 milhões (R$ 26,8 milhões). Seria feita uma renovação na "agulha" de 250 toneladas de chumbo que ficava no topo da principal torre. O fogo teria começado no sótão, na base da torre.
A prefeitura de Paris isolou o local e montou um grande efetivo para combater as chamas. A catedral é um dos principais pontos turísticos da cidade e ficou famosa por ser o cenário do clássico romance de Victor Hugo "O Corcunda de Notre-Dame". Recebe uma média de 13 milhões de visitantes ao ano. As chamas atingiram especialmente a nave principal da catedral. Incrédulos, pedestres pararam ao longo do rio Sena, que margeia a construção, para acompanhar o incêndio.
Ainda em meio ao trabalho de combate ao fogo, fontes oficiais disseram que o incêndio atingiu toda a armação que sustenta o telhado, que é feito de carvalho. Um porta-voz do Corpo de Bombeiros destacou a dificuldade de acesso para controlar o fogo. O responsável pelo Distrito 4 de Paris, Ariel Weil, afirmou que todos os bombeiros disponíveis na cidade foram para o local.
O presidente francês, Emmanuel Macron, seguiu para a catedral para acompanhar o trabalho dos bombeiros e afirmou compartilhar da "dor de toda uma nação". "Notre-Dame de Paris, presa das chamas, dor de toda uma nação. Pensamento para todos os católicos e todos os franceses. Como todos os nossos compatriotas, estou triste hoje, quando vemos esta parte de nós queimando", escreveu no Twitter.
A comoção dos parisienses com a tragédia

Construção foi declarada patrimônio da humanidade pela Unesco em 1991

A Unesco, agência das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, disse estar ao "lado da França para restaurar e salvaguardar este patrimônio inestimável". A Catedral de Notre-Dame foi declarada patrimônio da humanidade em 1991.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a chanceler alemã, Angela Merkel, foram os primeiros líderes mundiais a lamentar o incêndio de um dos principais pontos turísticos da Europa. "Horrível de ver", disse o republicano. Já Merkel considerou a catedral um símbolo da França e da cultura europeia como um todo. "Essas imagens doem. Nossos pensamentos estão com nossos amigos franceses", disse Merkel, por meio de um porta-voz.

"Um terrível incêndio está em curso na Catedral de Notre-Dame. Os bombeiros estão combatendo as chamas", disse a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, em sua conta no Twitter. "Estamos em contato com a Diocese de Paris e peço que a população respeite o perímetro de segurança."

Curiosidades

  • A Catedral de Notre-Dame foi construída em um período de 180 anos, de 1163 a 1345, sendo a primeira etapa concluída em 1250
  • É uma das catedrais góticas mais antigas do mundo
  • O nome da catedral significa Nossa Senhora, em homenagem à Virgem Maria
  • A construção foi declarada patrimônio da humanidade em 1991
  • O complexo recebe 3 milhões de visitantes ao ano
  • A catedral passou por reformas em várias ocasiões, sendo a mais importante em meados do século XIX
  • No local, foram realizados importantes acontecimentos, como a coroação de Henrique VI da Inglaterra (1431), a coroação de Napoleão Bonaparte (1804) e a beatificação de Joana D'Arc (1909)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia