Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 25 de dezembro de 2018.
Natal.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

igreja católica

Alterada em 25/12 às 10h52min

Na Missa do Galo, papa Francisco condena ganância e acúmulo de bens

Pontífice celebrou a tradicional missa de Natal na Basílica de São Pedro, no Vaticano

Pontífice celebrou a tradicional missa de Natal na Basílica de São Pedro, no Vaticano


TIZIANA FABI/AFP/JC
Agência Brasil
Ao rezar a Missa do Galo, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco condenou a ganância e o acúmulo de bens. Ele ressaltou que o nascimento de Jesus Cristo leva à reflexão sobre um novo modelo de vida baseado no compartilhamento, na doação e, sobretudo, no fim da ganância.
Segundo o pontífice, o homem "se tornou ganancioso e voraz". De acordo com ele, muitos acreditam que o sentido da vida se sustenta em acumular bens. "É o momento decisivo para mudar o curso da história", advertiu o papa.
O papa Francisco fez um chamamento para cada um mude a história por meio de si mesmo. "Mude a história a partir de cada um de nós", disse. "O centro da vida não é mais o meu eu faminto e egoísta, mas aquele que nasce e vive por amor."
De acordo com o pontífice, todos devem se perguntar sobre seu modo de vida e o que transformar para melhor. "[Será que] eu realmente preciso de muitas coisas, receitas complicadas para viver? "Posso fazer sem muitos contornos supérfluos, para escolher uma vida mais simples?", sugeriu.
O papa Francisco ressaltou ainda que Cristo "não gosta" de preguiçosos nem sedentários. "O Senhor ama ser esperado e não pode ser esperado no sofá, dormindo. De fato, os pastores se movem: eles foram sem demora."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia