Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de outubro de 2018.
Dia do Petróleo Brasileiro. Dia Mundial do Dentista.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Catástrofe

Edição impressa de 03/10/2018. Alterada em 03/10 às 01h00min

Indonésia já registra 1,2 mil mortes após terremoto seguido de tsunami

Cruz Vermelha definiu a situação na região como um 'pesadelo'

Cruz Vermelha definiu a situação na região como um 'pesadelo'


/BAY ISMOYO/AFP/JC

O número oficial de mortes provocadas pelo terremoto seguido de tsunami que atingiu a ilha de Sulawesi, na Indonésia, na sexta-feira, chegou a 1.234 ontem. Cerca de 800 pessoas estão gravemente feridas. A maioria das vítimas é da pequena cidade de Palu, a 1,5 mil quilômetros de Jacarta, capital do país.

A Cruz Vermelha definiu a situação na região como um "pesadelo". A tragédia também deixou mais de 65 mil casas destruídas e mais de 60 mil pessoas desalojadas.

Na segunda-feira, voluntários escavaram uma enorme vala comum para enterrar centenas de vítimas do terremoto. Inicialmente, as autoridades agruparam os corpos em necrotérios improvisados para poder identificá-los, mas, diante do risco sanitário, decidiram realizar enterros massivos.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia