Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Paquistão

Edição impressa de 30/07/2018. Alterada em 30/07 às 01h00min

Vencedor nas eleições gerais do Paquistão diz ter maioria para governar

O partido de Imran Khan, vencedor das eleições do Paquistão, afirmou, no sábado, que já conseguiu o apoio dos parlamentares necessários para formar uma coalizão. "As pessoas votaram em nós para ocuparmos o poder, e conseguiremos montar o governo", disse Fawad Chaudry, porta-voz do PTI, a legenda de Khan. Ele não detalhou, entretanto, quantos congressistas decidiram apoiar o PTI, que obteve 115 das 269 cadeiras.
Ex-capitão da seleção de críquete (esporte mais popular entre os paquistaneses), Khan declarou-se vitorioso logo após o pleito, mas seus rivais acusaram as Forças Armadas de agirem para elegê-lo. Porém, seu principal adversário aceitou a derrota e abriu caminho para Khan se tornar premiê.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia