Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações internacionais

Alterada em 25/06 às 11h07min

UE aplica sanções contra vice-presidente da Venezuela e outras dez autoridades

A vice-presidente Delcy Rodrigues foi uma das autoridades venezuelanas mirada pelas medidas punitivas

A vice-presidente Delcy Rodrigues foi uma das autoridades venezuelanas mirada pelas medidas punitivas


Juan BARRETO/AFP/JC
A União Europeia (UE) impôs nesta segunda-feira (25) proibições de viagens e congelou ativos de 11 autoridades da Venezuela, incluindo a novo vice-presidente, Delcy Rodriguez. De acordo com a UE, "as pessoas listadas são responsáveis por humanos violações dos direitos humanos e por minar a democracia e o Estado de direito na Venezuela"
O movimento, que inclui o chefe do exército e um oficial de inteligência militar superior, eleva o número total de autoridades venezuelanos sob sanções da UE para 18. A UE afirma que as suas medidas destinam-se a ajudar a promover soluções democráticas para a crise, encorajar a estabilidade política e atender às necessidades urgentes do povo venezuelano.
O presidente Nicolas Maduro chegou à vitória no mês passado em uma eleição boicotada pelos principais partidos da oposição e amplamente condenada como ilegítima pelos EUA e outros governos estrangeiros. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia