Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Imigração

Notícia da edição impressa de 25/06/2018. Alterada em 25/06 às 01h00min

Governo Trump começa a reunir crianças separadas dos pais

O governo norte-americano revelou na noite de sábado seu plano de como pretende reunir crianças separadas de seus familiares. Segundo a Secretaria de Segurança Doméstica dos Estados Unidos, foram adotados mecanismos de identificação para assegurar que os integrantes de cada família saibam a localização das crianças e consigam se comunicar com elas. A medida é uma tentativa de acalmar os críticos da política de tolerância zero, adotada desde abril.

Até agora, 522 menores foram reunidos com seus pais. Ainda há 2.053 crianças separadas sob custódia do Departamento de Saúde e Serviços Humanos. Desse total, 17% seriam resultado da política de tolerância zero. Os outros 83% teriam chegado aos EUA sem um pai ou responsável.

O Serviço de Imigração e Alfândega (ICE, na sigla em inglês) colocou informações em todas as suas unidades para pais que estão tentando localizar seus filhos. Eles devem ligar para uma central telefônica e, depois, o ICE e o departamento de Saúde e Serviços Humanos coordenam o reencontro.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia