Porto Alegre, quinta-feira, 12 de maio de 2022.
Dia da Enfermagem.
Porto Alegre,
quinta-feira, 12 de maio de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Clima

- Publicada em 12/05/2022 às 13h26min.

RS terá onda de frio na próxima semana, mas meteorologistas descartam neve

A segunda quinzena de maio terá temperaturas de 0° e máxima não passando de 12° no Estado

A segunda quinzena de maio terá temperaturas de 0° e máxima não passando de 12° no Estado


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Luciane Medeiros
Pode tirar o blusão, a manta, o gorro e o casaco do armário. Os próximos dias serão de temperaturas baixas em todo o Rio Grande do Sul, com as mínimas ficando em 0° em algumas regiões. Apesar do frio, segundo os dados do clima até o momento, meteorologistas descartam a possiblidade de neve em pleno outono em solo gaúcho.
Pode tirar o blusão, a manta, o gorro e o casaco do armário. Os próximos dias serão de temperaturas baixas em todo o Rio Grande do Sul, com as mínimas ficando em 0° em algumas regiões. Apesar do frio, segundo os dados do clima até o momento, meteorologistas descartam a possiblidade de neve em pleno outono em solo gaúcho.
A partir do sábado (14), a entrada de uma nova frente fria no Estado traz chuva de maneira fraca e espalhada, sem previsão de temporal, mas com ventos fortes. Segundo Ludmila Pochmann, meteorologista da Ar Puro Meteorologia, essa frente fria vai gerar ventos fortes, principalmente na fronteira Sul. Em Santa Vitória do Palmar, Rio Grande, Pelotas e na Lagoa dos Patos ocorrerá uma intensa esteira de ventos na madrugada de domingo (15) para segunda-feira (16).
A entrada do ar mais frio vai ocasionar uma área de baixa pressão sobre o Estado, que vai dar origem a um ciclone extratropical entre segunda e quarta-feira (18) na costa. Flavio Varone, meteorologista Coordenador do Sistema de Monitoramento e Alertas Agroclimáticos (Simagro), alerta para rajadas de vento entre 60 km/h e 80 km/h, não descartando que a velocidade atinja até 100 km/h ou mais em áreas isoladas.
Varone explica que, à medida que o ciclone se posiciona mais no mar, ele impulsiona para dentro do continente uma massa de ar mais frio, o que fará com que a próxima semana tenha muita umidade, chuva, vento forte e temperatura baixa no Rio Grande do Sul. As temperaturas devem ficar em torno de 0° em algumas regiões e abaixo de 5° em grande parte do Estado, com muito frio principalmente nas madrugadas. As temperaturas máximas vão ficar em torno de 10° a 12°, com o frio predominando durante todo o dia na próxima semana.
Segundo Ludmila, pode ocorrer formação de geada na segunda-feira na região Sul, em cidades como Dom Pedrito e Bagé, e na terça-feira em Vacaria, onde os termômetros não devem passar dos 3°.
Mesmo com as baixas temperaturas, os dois meteorologistas descartam a ocorrência de neve ainda em maio. De acordo com Ludmila, a atmosfera não está fria o suficiente para ter o aporte de umidade necessário e gerar o fenômeno. “Se ocorresse neve no Rio Grande do Sul na estação do outono, seria uma coisa totalmente fora do comum”, destaca.
Varone diz que, analisando a entrada de ar frio e o ciclone que trará umidade para o continente, os dados atuais não permitem afirmar que há possibilidade de neve no Estado na próxima semana, mas que a situação pode mudar nos próximos dias.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário