Porto Alegre, segunda-feira, 17 de janeiro de 2022.
Porto Alegre,
segunda-feira, 17 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Clima

- Publicada em 17/01/2022 às 09h06min.

Fortes temporais no RS deixam danos materiais e moradores do Estado sem energia

A EPTC trabalhou orientando o trânsito em razão da queda de árvores e postes na Capital

A EPTC trabalhou orientando o trânsito em razão da queda de árvores e postes na Capital


EPTC/Twitter/Reprodução/JC
*Atualizada às 12h40
*Atualizada às 12h40
As fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul na tarde de domingo (16) causaram queda no fornecimento de energia para algumas cidades gaúchas, e na manhã desta segunda-feira (17) ainda são cerca de 131 mil pontos sem luz no Estado.
Até a manhã desta segunda-feira, A CEEE Grupo Equatorial já havia reestabelecido a energia para 77 mil clientes após tempestade com forte ventania de aproximadamente 40 km iniciada na tarde de domingo.
Neste momento, outros 71 mil consumidores da CEEE estão com o fornecimento interrompido, principalmente em trechos das cidades de Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Eldorado do Sul, Camaquã e Rio Grande. Técnicos seguem nos locais para realizar reparos e normalizar a energia o mais rápido possível.
Na área de cobertura da RGE, a forte ventania causou danos na rede elétrica em vários pontos. A empresa informa que as suas equipes estão totalmente mobilizadas para restabelecer o fornecimento no menor tempo possível aos 60 mil clientes atingidos, sendo a maioria na Região Metropolitana.
A RGE ainda alerta para que ninguém tente fazer consertos por conta própria, tampouco toque em fios rompidos os quaisquer equipamentos da rede, pois não há como saber se estão energizados ou não.
Em Porto Alegre, em razão dos fortes ventos e da chuva, houve queda de postes e de árvores. Durante a noite de domingo, a EPTC esteve trabalhando para restabelecer semáforos sem energia e orientar desvios em razão do acúmulo de água, quedas de árvores e postes em razão do temporal na Capital.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário