Porto Alegre, quinta-feira, 13 de janeiro de 2022.
Porto Alegre,
quinta-feira, 13 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 13/01/2022 às 12h15min.

Hospitais de Porto Alegre suspendem visitas devido à alta de casos de Covid-19

Hospitais Divina Providência, Independência e São José  anunciaram a suspensão de visitas na quarta

Hospitais Divina Providência, Independência e São José anunciaram a suspensão de visitas na quarta


HOSPITAL DIvINA PROVIDÊNCIA/DIVULGAÇÃO/JC
Na quarta-feira (12), os Hospitais Divina Providência, Independência e São José anunciaram a suspensão de visitas a pacientes internados, devido à alta de casos de Covid-19. Outras instituições da Capital também restringiram a visitação devido ao aumento de contaminações.
Na quarta-feira (12), os Hospitais Divina Providência, Independência e São José anunciaram a suspensão de visitas a pacientes internados, devido à alta de casos de Covid-19. Outras instituições da Capital também restringiram a visitação devido ao aumento de contaminações.
De acordo com o divulgado pelo grupo hospitalar, com o aumento de casos e de internações por Covid-19, resultante da propagação da variante Ômicron, a Rede de Saúde Divina Providência reavaliou os protocolos de visitas a pacientes nos cinco hospitais, sendo que cada um recebeu um protocolo próprio para seguir em relação às visitações.
No Hospital Divina Providência, as visitas estão suspensas. Somente serão autorizadas as trocas de acompanhantes uma vez por turno, das 6h às 20h. Permanecem com direito a um acompanhante os pacientes que realizam exames sob sedação anestésica, consultas ambulatoriais, cirurgias e do Centro Obstétrico.
No Hospital Independência, todas as visitas estão suspensas por tempo indeterminado.
No Hospital São José, as visitas a todos os pacientes estão suspensas, incluindo para os de saúde mental.
Nos três hospitais (Divina Providência, Independência e São José), permanecem com direito a um acompanhante os pacientes internados, os que realizam exames, consultas ambulatoriais e pacientes cirúrgicos, nos casos previstos em lei: menores de 18 anos, pessoas a partir de 60 anos, gestantes e pessoas com deficiência.
No Hospital Santa Isabel, outro hospital de Rede de Saúde Divina Providência, as visitas ainda não estão completamente suspensas, mas, sim, restritas a uma pessoa por paciente, por 15 minutos, em horários intercalados. Todos os acompanhantes e visitantes têm de assinar um termo de consentimento declarando que não possuem sintomas respiratórios ou qualquer suspeita de Covid-19, e permanecer com máscara durante todo o tempo.
No Hospital Estrela, a situação ainda é a mesma desde o início da pandemia, já que desde março de 2020, o HE mantém restrições quanto à visitação aos pacientes.
A medida adotada pela Rede de Saúde Divina Providência é a mesma adotada por outros hospitais da Capital, como a Santa Casa de Misericórdia e os hospitais do Grupo Hospitalar Conceição, que anunciaram a suspensão das visitas também nesta semana.
No Hospital Moinhos de Vento, a última alteração quanto à visitação ocorreu na segunda-feira (10). A decisão estabelece que o único acesso liberado na instituição é para acompanhantes. Neste momento de pandemia, as visitas sociais estão restritas a um visitante por paciente. As unidades COVID e OncoHematológica seguem restritas às visitas sociais.
Assim sendo, nas áreas de Internação, Maternidade e Pediatria, é permitida a permanência de um acompanhante por paciente, conforme Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003) e o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/1990), e uma visita social por dia por paciente. No Átrio da Maternidade o acesso está suspenso.
No Centro Cirúrgico da instituição, é autorizado um acompanhante, sendo vedadas visitas na Sala de Recuperação Pós-Anestésica. Nas áreas Ambulatoriais, é permitida a permanência de um acompanhante quando a legislação permitir, ou em situações específicas que necessitem acompanhamento.
Já no Hospital Ernesto Dornelles, todos os acompanhantes de pacientes das Unidades de Internação devem apresentar comprovante de vacinação contra a Covid-19. Caso o acompanhante não tenha se vacinado por opção pessoal, deve apresentar o exame negativo para o vírus (PCR ou antígeno) para circular no ambiente.
As visitas estão temporariamente suspensas nas unidades de Internação e na Unidade de Cuidados Especiais (UCE). Nas unidades de Tratamento Intensivo do 8º andar, é permitido somente um visitante por paciente internado, sem revezamento, das 10h às 10h30min nos leitos pares da UTI e das 16h às 16h30min nos leitos ímpares. Na emergência, a visitação é permitida das 11h às 11h20min nos leitos pares e das 15h30min às 15h50min nos ímpares.
No Hospital São Lucas da PUCRS, a visita a pacientes mantém as restrições já adotadas anteriormente. Sendo permitido apenas um acompanhante por paciente internado conforme orientação médica ou necessidade, eventuais exceções serão analisadas individualmente. Em unidades com pacientes Covid-19 as visitas seguem restritas.
Nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da instituição, as visitas são permitidas, seguindo todos os protocolos de segurança, como uso de máscara, distanciamento e uso álcool em gel.
No Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), as visitas ainda são permitidas, seguindo protocolos estabelecidos no dia 3 de janeiro, para visitantes e acompanhantes, que envolve protocolos como a apresentação do comprovante de vacinação com as duas doses em algumas unidades. Além disso, para entrada no hospital, o visitante ou acompanhante não pode: apresentar sintomas gripais nem ter tido contato próximo de paciente com diagnóstico de Covid nos últimos 14 dias e deve usar máscara ajustada adequadamente na face e higienizar as mãos frequentemente. 
Na sexta-feira (14) ocorre nova reunião Grupo de Trabalho para Enfrentamento ao Coronavírus do HCPA, que novamente vai avaliar todo cenário e definir possíveis medidas de restrição ou não.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário