Porto Alegre, quinta-feira, 18 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
quinta-feira, 18 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ENSINO SUPERIOR

- Publicada em 25/10/2021 às 19h53min.

Prossegue debate para elaboração de diretrizes para o retorno presencial na Ufrgs

Até o início da noite, Ufrgs não havia se manifestado a respeito da retomada presencial

Até o início da noite, Ufrgs não havia se manifestado a respeito da retomada presencial


LUIZA PRADO/JC
Fernanda Crancio
Até o início da noite desta segunda-feira (25), o Comitê Covid da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) não havia concluído a elaboração das diretrizes voltadas à retomada do ensino presencial da instituição. Segundo informou a assessoria da instituição, o colegiado esteve reunido ao longo da tarde para debater o tema e organizar o futuro calendário de volta às aulas. Até às 19h48min, no entanto, a reitoria não havia divulgado nenhuma manifestação a respeito.
Até o início da noite desta segunda-feira (25), o Comitê Covid da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) não havia concluído a elaboração das diretrizes voltadas à retomada do ensino presencial da instituição. Segundo informou a assessoria da instituição, o colegiado esteve reunido ao longo da tarde para debater o tema e organizar o futuro calendário de volta às aulas. Até às 19h48min, no entanto, a reitoria não havia divulgado nenhuma manifestação a respeito.
Já prorrogada até domingo (31), a suspensão das atividades presenciais em toda a universidade vem sendo questionada pela comunidade acadêmica, que alega prejuízo ao aprendizado com a manutenção do período de ensino remoto e cobra um plano de retorno seguro às aulas.
A posição do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufrgs é de que a permanência das aulas online por mais tempo possa acentuar a evasão de alunos, que já vem ocorrendo em meio à pandemia. Segundo Julio Câmara, representante do DCE, também vem sendo questionado o atraso da retomada das aulas práticas de cursos da área da saúde.
"O DCE está cobrando um plano de retorno seguro, inclusive com o passaporte vacinal, mas que tenha investimento da universidade para dar as condições de segurança e assistência aos estudantes. O ensino remoto está chegando no limite, com muita evasão, e queremos que a reitoria resolva para o próximo semestre as aulas práticas. Tem colega de cursos como fisioterapia, odontologia e veterinária tendo aulas práticas pela internet. É algo que pode ser organizado com segurança, pois são relativamente poucos estudantes", comenta.
De acordo com ele, diretórios acadêmicos de diferentes cursos formaram uma comissão e finalizam a redação de um documento com exigências para o retorno presencial, que será entregue à reitoria nesta terça (26), em ato programado para as 17h, na Faculdade de Educação da Ufrgs, dentro das ações alusivas ao Dia de Defender a Educação.
A portaria da reitoria que prorrogou a suspensão das atividades presenciais até o dia 31 de outubro, publicada em 28 de setembro, estendeu a vigência de normativas editadas anteriormente e estabeleceu orientações para os órgãos administrativos da Ufrgs durante o período sem presencialidade.
O documento também reconheceu a excepcionalidade de determinadas atividades, como as que abrangem pesquisas que envolvam seres vivos ou relacionadas ao coronavírus, as ligadas a estágios da graduação, etc. "Para esses casos, é necessário observar as diretrizes para retorno restrito das atividades presenciais elaboradas pelo Comitê Covid/Ufrgs. Os demais serviços seguem em trabalho remoto", destaca o texto da portaria.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário