Porto Alegre, sexta-feira, 15 de outubro de 2021.
Dia do Professor.
Porto Alegre,
sexta-feira, 15 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 15/10/2021 às 13h11min.

RS e Porto Alegre terão postos abertos no sábado para multivacinação infantil

Estado não tem atingido metas de vacinação infantil nos últimos anos

Estado não tem atingido metas de vacinação infantil nos últimos anos


CRISTINE ROCHOL/PMPA/JC
O sábado (16) será de mobilização em prol da vacinação no Rio Grande do Sul. O Dia D da Multivacinação irá ter 85 unidades de saúde abertas em Porto Alegre. Em todo o Estado, a campanha terá ações nos municípios, que irão organizar suas redes para receber pais e crianças.
O sábado (16) será de mobilização em prol da vacinação no Rio Grande do Sul. O Dia D da Multivacinação irá ter 85 unidades de saúde abertas em Porto Alegre. Em todo o Estado, a campanha terá ações nos municípios, que irão organizar suas redes para receber pais e crianças.
Na Capital, os postos de saúde estarão abertos das 9h às 17h para a atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes até 15 anos incompletos.  Serão oferecidas 15 vacinas indicadas no Plano Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, aplicadas de acordo com a necessidade individual, após avaliação da situação vacinal de cada criança e adolescente: Hepatite B, Pentavalente, Pólio inativada, Pólio oral, Rotavírus, Pneumocócica 10- valente, Meningocócica C, Febre amarela, Tríplice Viral, DTP, Hepatite A, Varicela, Difteria e tétano adulto, Meningocócica ACWY e HPV quadrivalente.
A prefeitura de Porto Alegre irá fornecer transporte gratuito em 15 linhas circulares, que irão até 19 unidades de saúde. O serviço atenderá as nove regiões da cidade com o maior número de pessoas aptas a se vacinar, registradas no Cadastro Único (CadÚnico) para políticas públicas do governo federal, mas que ainda não estão imunizadas contra a Covid-19. A estrutura de linhas irá funcionar das 9h às 17h, com partidas de viagens entre 25 e 35 minutos durante o período em que os postos estiverem abertos. O itinerário das linhas gratuitas podem ser consultados neste link.
Conforme a Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS), a pandemia de Covid-19 acentuou a queda na procura pelas vacinas de rotina, o que aumenta a chance de que algumas doenças consideradas erradicadas possam voltar a circular ou aquelas que vinham com baixos índices aumentem. Mais de dois milhões de pessoas no Estado fazem parte do grupo de menores de 15 anos.

Meta de vacinação no RS não foi atingida em dez das vacinas previstas até o primeiro ano de idade

De acordo com a SES-RS, nos últimos quatro anos, considerando dez das vacinas previstas até o primeiro ano de idade, em nenhuma delas foi alcançada a meta de vacinação de atingir ao menos 95% do público da idade preconizada. Em 2020, nenhuma ficou acima dos 90%. Os dados de 2021 ainda são parciais, pois essas vacinas de rotina têm um prazo de até seis meses para que o município registre as aplicações no sistema do Programa Nacional de Imunizações.
“Na medida em que as doenças passam a não circular mais, justamente porque se mantiveram elevadas coberturas vacinais, principalmente a partir dos anos 2000, muitas doenças tornaram-se desconhecidas, fazendo com que algumas pessoas não tenham noção do perigo representado por elas”, explica a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Ranieri.
Tani destaca que o atual momento reforça ainda mais a importância da vacinação em dia. “Com o retorno gradativo à rotina, as crianças estão voltando a frequentar as escolinhas e as doenças podem reaparecer também, já que os vírus podem circular em função das baixas coberturas vacinais desse público”, explica.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário