Porto Alegre, segunda-feira, 18 de outubro de 2021.
Dia do Médico.
Porto Alegre,
segunda-feira, 18 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

URBANISMO

- Publicada em 11/10/2021 às 17h44min.

Pintura de piso junto ao lago da Redenção gera polêmica nas redes sociais

Prefeitura diz que piso faz parte do projeto original do parque e descarta alusão ao símbolo nazista  

Prefeitura diz que piso faz parte do projeto original do parque e descarta alusão ao símbolo nazista  


ANDRESSA PUFAL/JC
Fernanda Crancio
A pintura do piso original de uma das áreas junto ao lago do Parque Farroupilha, a Redenção, em Porto Alegre, gerou polêmica nas redes sociais e entre grupo de moradores da região central da cidade nesta segunda-feira (11). A partir de uma postagem no Facebook de uma foto do local, o ângulo da imagem sugeria que a pintura em preto no solo vermelho lembrava uma cruz suástica, símbolo popularizado como ícone do movimento nazista.
A pintura do piso original de uma das áreas junto ao lago do Parque Farroupilha, a Redenção, em Porto Alegre, gerou polêmica nas redes sociais e entre grupo de moradores da região central da cidade nesta segunda-feira (11). A partir de uma postagem no Facebook de uma foto do local, o ângulo da imagem sugeria que a pintura em preto no solo vermelho lembrava uma cruz suástica, símbolo popularizado como ícone do movimento nazista.
Na rede social, a postagem das fotos, feita no domingo (10), gerou comentários de que a pintura faria alusão ao nazismo, o que é crime. "Um símbolo nazista em um parque na Alemanha da década de 1930 ou 1940? Não! O piso de um recanto no lado do Parque da Redenção, em plena Porto Alegre do século XXI! Qual prefeitura nazista fez essa coisa esdrúxula?", questiona uma das publicações, que também critica as cores e os traços do piso.
De acordo com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade de Porto Alegre (Smamus), os detalhes em preto sobre o piso vermelho na área do lago "fazem parte da originalidade existente" no parque, o qual completou 86 anos em 19 de setembro.
Segundo o engenheiro Guilherme Kerber, chefe da equipe de Obras da Secretaria, os detalhes no chão foram reforçados em 16 de fevereiro de 2020, quando ocorreu a reforma mais recente e pintura na área. O técnico ressalta ainda que o traçado não faz nenhuma alusão a uma suástica.
Por meio de nota, a Smamus enfatizou que os detalhes da pintura fazem parte do projeto original. "Na última reforma, em fevereiro de 2020, a pintura foi refeita e o desenho original destacou-se", destaca o comunicado.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário