Porto Alegre, sábado, 03 de julho de 2021.
Dia Internacional do Cooperativismo.
Porto Alegre,
sábado, 03 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Transportes

- Publicada em 18h08min, 03/07/2021.

Prefeitura vai solicitar que consórcios dividam cumprimento de tabelas paralisadas

Conforme dados da EPTC, foram atingidas 33 tabelas que impactaram 27 linhas

Conforme dados da EPTC, foram atingidas 33 tabelas que impactaram 27 linhas


MARCO QUINTANA/JC
Diante da paralisação de pelo menos 18 veículos do Consórcio Viva Sul, que desde a noite de quinta-feira (1) deixaram de circular por falta de diesel, a prefeitura de Porto Alegre irá notificar administrativamente os demais consórcios para que dividam o cumprimento das tabelas que ficaram descobertas nas linhas. A decisão foi tomada na tarde deste sábado (3), após reunião do prefeito Sebastião Melo com a equipe no Centro Integrado de Comando.
Diante da paralisação de pelo menos 18 veículos do Consórcio Viva Sul, que desde a noite de quinta-feira (1) deixaram de circular por falta de diesel, a prefeitura de Porto Alegre irá notificar administrativamente os demais consórcios para que dividam o cumprimento das tabelas que ficaram descobertas nas linhas. A decisão foi tomada na tarde deste sábado (3), após reunião do prefeito Sebastião Melo com a equipe no Centro Integrado de Comando.
Conforme dados da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC), foram atingidas 33 tabelas que impactaram 27 linhas. Ao menos 18 veículos deixaram de operar temporariamente. O consórcio Viva Sul também será notificado para regularizar a operação, sob pena de sanções administrativas e operacionais.
O prefeito ressaltou que a Carris poderá atuar em conjunto com as concessionárias para equacionar a demanda para o cidadão, mas não tem condições de assumir a totalidade da deficiência. “O cidadão precisa ter o transporte coletivo funcionando regularmente. E os contratos precisam ser cumpridos, sob risco de serem rescindidos”, afirmou Melo.
Participaram da reunião o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Luiz Fernando Zachia; o presidente da EPTC, Paulo Ramires; o presidente da Carris, Maurício Cunha; e o procurador-geral do Município, Roberto Rocha.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário