Porto Alegre, sábado, 19 de junho de 2021.
Dia do Cinema Brasileiro.
Porto Alegre,
sábado, 19 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Habitação

- Publicada em 14h57min, 19/06/2021.

Reassentamento da Vila Nazaré deve ser concluído em julho

Área precisa ser liberada para que possam ser continuadas as obras de ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho

Área precisa ser liberada para que possam ser continuadas as obras de ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho


JOYCE ROCHA/JC
O maior reassentamento contínuo da história de Porto Alegre deve ser concluído em julho, data prevista para a transferência das últimas sete famílias que ainda estão na Vila Nazaré. A mudança é condição para a conclusão das obras de ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho, administrado pela Fraport, concessionária do aeroporto.
O maior reassentamento contínuo da história de Porto Alegre deve ser concluído em julho, data prevista para a transferência das últimas sete famílias que ainda estão na Vila Nazaré. A mudança é condição para a conclusão das obras de ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho, administrado pela Fraport, concessionária do aeroporto.
Com 99,5% do processo já executado, a Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária destaca que todos os casos já estão com seus destinos encaminhados. Quatro se encontram em esfera administrativa e três com prazos judiciais transcorrendo. Eles correspondem a 0,53% de 1.297 famílias  que formavam a Nazaré antes do início do reassentamento, em junho de 2019. A maioria foi transferida para o  loteamento Senhor do Bom Fim, no bairro Sarandi naquele mesmo ano.
Desde janeiro de 2020, quem saiu do território da Nazaré passou a morar no Irmãos Maristas (364 famílias), bairro Mário Quintana (900 famílias). Até o início deste ano, ainda havia 111 famílias na área do sítio aeroportuário. Desde então, 104 já se mudaram. Parte delas está cumprindo decisões da Justiça Federal que começaram a ser proferidas no início de abril. As sentenças da juíza federal Thais Della Giustina confirmaram a necessidade de as famílias deixarem o local que pertence ao aeroporto desde 1969.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário